Fluminense apresenta Diego Souza e rebate presidente da Ferj

São Paulo, SP

26-01-2016 23:10:02

O Fluminense apresentou nesta terça-feira, de maneira oficial, o meia Diego Souza, um dos principais reforços do clube para a temporada. Onze anos depois, o jogador retorna ao clube onde teve maior sucesso no início da carreira, antes de ser vendido ao Benfica.

“Era muito novo quando saí do Fluminense. Tinha 18 ou 19 anos. Era apenas uma promessa. Depois de 10 anos, quase 11, voltei com responsabilidade maior. Estou mais experiente, sabendo mais das coisas que acontecem no futebol. Estou muito feliz. Espero corresponder e honrar essa camisa. A pressão é grande, então, tenho de estar preparado”, falou o meia.

Aos 30 anos e sustentando o título de veterano, Diego Souza afirmou ainda pensar em vestir a camisa da Seleção Brasileira. Porém, para isso, é necessário manter o foco e ajudar o Fluminense a retomar a competitividade.

“Tenho um projeto, sei do meu potencial. Quero conquistar títulos. Estou com 30 anos e posso ter visibilidade. Penso em Seleção. Por qual motivo não posso? Se eu fizer um grande trabalho, posso sim pensar”, declarou.

O jogador, que já vestiu a camisa tricolor durante a Copa Flórida, deve ser titular no ataque ao lado de Fred. Diego ficará no Fluminense por três temporadas.

Bastidores - Em meio à apresentação do reforço, o vice-presidente de futebol tricolor, Mário Bittencourt, teve de responder questões sobre a polêmica envolvendo a Primeira Liga, a CBF e a Ferj (Federação de futebol do Rio). O dirigente rebateu acusações do presidente da entidade carioca, Rubens Lopes, de que a Primeira Liga seria uma ”milícia”.

“É curioso que o presidente da Ferj diga que a dupla Fla-Flu é miliciana por descumprir a legalidade. A proibição que é ilegal. A Liga pode existir, está prevista na Lei Pelé. Ele inverte tudo. O nosso torcedor não é bobo, sabe que o futebol carioca é mal representado”, declarou Mário, que ainda garantiu a participação do Flu no torneio. "Definimos que o campeonato será realizado. Vamos jogar toda a Liga".

Deixe seu comentário