Willian confirma passagem apagada pelo Corinthians e sai sem futuro definido

Marina Bufon - São Paulo,SP

11/08/22 | 05:00

Willian não é mais jogador do Corinthians. Apesar de não ter havido ainda uma nota oficial do clube confirmando a decisão, o próprio jogador falou rapidamente sobre o fato.

A Gazeta Esportiva também apurou que não há mais retorno na decisão. Com sua saída, o agora ex-camisa 10 confirmou uma segunda passagem apagada pelo Parque São Jorge. Para piorar, ele ainda não tem destino definido.

Apesar de o nome Fulham ter surgido nos últimos dias como o próximo clube do jogador, fontes consultadas pela reportagem garantem que não há propostas concretas por ele, nem do time inglês e nem de outro, apenas sondagens.

Diante disso, Willian retornará à Europa para somente depois disso definir seu futuro. Isso corrobora com o motivo principal de sua saída do Timão: questões familiares.

Willian foi anunciado no dia 30 de agosto de 2021. Em alta, apesar de não estar fazendo grande temporada no Arsenal, ele optou por abrir mão de altos salários e dois anos de contrato para retornar ao Corinthians.

De agosto de 2021 a agosto de 2022, quase um ano nesta segunda passagem, Willian disputou 45 jogos (9 na temporada passada e 36 neste ano), com apenas um gol marcado. O tento foi de pênalti, contra o São Bernardo, ainda pelo Paulistão. Ele ainda tem quatro assistências em 2022.

A atual temporada também foi marcada por outros dois pontos negativos: lesões e ameaças extracampo. Willian precisou tratar de um problema no ombro direito (ele ainda utiliza uma proteção no local) e uma tendinite na coxa.

Já as ameaças foram sofridas no primeiro semestre, quando em duas oportunidades ele precisou ir até a delegacia e abrir boletins de ocorrência, o que causou medo na família do jogador e pressionou o meia por tomar essa atitude.


Relembre abaixo outros momentos de Willian:

Primeira passagem

Cria das categorias de base do Corinthians, o meia-atacante teve uma primeira passagem rápida pelo Parque São Jorge. Sua estreia foi em dezembro de 2005, em um amistoso no Campeonato Brasileiro, mas ele não fez parte da equipe que conquistou a competição nacional.

Em 2006, Willian foi efetivado para o time principal do Timão. Em sua primeira temporada entre os profissionais, foram apenas cinco jogos oficiais disputados e nenhum gol marcado.

A ascensão do meia viria no ano seguinte. Em 2007, Willian recebeu a camisa 10 do Corinthians e assumiu a titularidade da equipe, mesmo com 19 anos de idade. Rápido e habilidoso, atraiu olhares de clubes europeus e chegou a ser chamado de "insubstituível" pelo então técnico Paulo César Carpegiani.

Com mais tempo em campo, conseguiu anotar seus primeiros gols pelo clube. No empate por 2 a 2 com o Athletico-PR, na Arena da Baixada, pelo Campeonato Brasileiro, a revelação alvinegra marcou seus únicos dois tentos pelo Timão.

Após as boas atuações, Willian foi negociado para o Shakhtar Donestk, da Ucrânia, em agosto de 2007. Na ocasião, a venda foi a mais cara de um jogador revelado pelo Corinthians: 19 milhões de dólares (cerca de R$ 38 milhões na época). Ao todo, foram 41 partidas, dois gols e duas assistências na primeira passagem.

Passagem pela Europa

Na Europa, Willian defendeu as camisas do Shakhtar Donestk, Anzhi, da Rússia, Chelsea e Arsenal. Conquistou 18 títulos, entre eles dois Campeonatos Inglesas e duas Ligas Europa.

A cria do Terrão também é o brasileiro com com maior número de partidas na Premier League, a principal competição nacional do planeta. Foram 259 jogos, 38 gols e 38 assistências.

Willian teve curta passagem pelo Arsenal, disputando 38 jogos. O brasileiro tinha mais dois anos de contrato com a equipe de Londres, mas decidiu antecipar o fim do vínculo para ficar livre no mercado e poder voltar ao Corinthians.

Seleção Brasileira

Pela amarelinha, são nove gols marcados em 70 partidas. Ele participou do título da Copa América de 2019 e também disputou duas Copas do Mundo, em 2014 e 2018.

Deixe seu comentário