Corintianos tentam acertar defesa para evitar “Cassiodependência”

Tomás Rosolino - São Paulo , SP
10/08/2018 07:13:14 — 10/08/2018 08:53:36

Em: Brasileiro Série A, Corinthians, Escolha do editor, Libertadores, Notícias

Quem acompanhou os jogos do Corinthians após a Copa do Mundo sabe da importância que Cássio teve na construção da boa sequência obtida pela equipe (quatro vitórias, um empate e duas derrotas), e isso não passa despercebido dentro de campo. Cientes das inúmeras defesas que o goleiro vem fazendo para ajudar o time, os corintianos conversam entre si para evitar a “Cássiodependência”. Ou seja, fazer com que o camisa 12 não seja tão exigido.

“Sabemos que desde o ano passado era um time que sabia sofrer, mas claro que não queremos que o Cássio tenha tanto trabalho. Estamos trabalhando para corrigir os erros”, comentou Pedrinho, que condicionou à grande noite de Cássio no estádio Monumental, na quarta-feira, o fato de o Timão seguir com chances razoáveis de avançar à próxima fase da Copa Libertadores da América.

Frente aos chilenos, o ídolo da torcida fez ao menos três intervenções cara a cara com os adversários, uma no primeiro tempo e duas na etapa final. Na principal delas, parou um chute de chapa do ex-palmeirense Lucas Barrios, já dentro da pequena área, em tento que fatalmente determinaria o resultado em 2 a 0 para os donos da casa.

Um dos fatores apontados por isso é a venda de atletas durante a parada para a Copa e a aposta em jovens jogadores, ainda longe de atingirem o máximo do seu potencial. Contra o Colo-Colo, por exemplo, o Timão terminou o duelo com Pedro Henrique, Avelar e Douglas, estreantes em Libertadores, Carlos e Léo Santos, também estreantes e nomes que não fizeram nem dez jogos oficiais como atletas profissionais.

“Sabemos das perdas, das lesões, mas também sabemos que quem está vindo aí pode entrar e dar conta do recado. Tem o apoio do grupo para entrar e fazer grandes jogos”, avaliou Pedrinho, apenas um pouco mais experiente que a garotada, confiante na capacidade de, mesmo com um time provavelmente misto, no domingo, contra a Chapecoense, o Corinthians conseguir um bom resultado na Arena Condá.

“Varia muito, porque viemos de grandes jogos, quatro invictos, e infelizmente o resultado não foi bom. É bom também para dar uma rodagem na equipe, descansar o máximo e pegá-los lá na frente 100% focados”, observou o atleta, que deve ser poupado apesar de ter se colocado à disposição de Loss.




×
Quer receber notícias do Corinthians?