Carille agradece sauditas e explica decisão de voltar ao Corinthians

Tiago Salazar - São Paulo,SP

15-12-2018 20:51:57

O Al Wehda gastou “dois caminhões de dinheiro”, como o próprio Fábio Carille disse à época, para levar o treinador do Corinthians em maio desse ano. Antes mesmo da virada para 2019, o clube paulista já trouxe o profissional de volta depois de pagar uma multa de 700 mil dólares, cerca de R$ 2,8 milhões.

A transação pegou muita gente de surpresa, mas Fábio Carille garantiu, nesse sábado, em sua chegada a São Paulo, que não tem do que reclamar nesse período em que esteve na Arábia Saudita.

“Foi um trabalho curto, mas reconhecido. Meu clube ficar em quinto foi muito além das expectativas, muito além mesmo. Só tenho que agradecer o povo saudita, o ministro, o presidente. As questões de estrutura que está muito devagar ainda, estão levando aos poucos”, afirmou.


“É mais pela possibilidade da volta do que uma saída por alguma coisa de errado lá na Arábia Saudita. Eles entenderam o que eu falei, e entenderam uma boa. Foi bem tranquila a saída”, completou.

Leia também:
Carille não teme pressão e acredita em 2019 “maravilhoso” para o Corinthians

Walmir Cruz, preparador físico que também está de volta ao Timão depois de acompanhar Carille no Emirados Árabes Unidos, admitiu que o assunto “Corinthians” nunca deixou de existir, mesmo à distância.

"Realmente, a vontade é de fazer um trabalho muito organizado e muito bom para conquistar muitas coisas ano que vem. Conversamos muito antes da viagem, viemos, eu e Carille, em lugares separados. O assunto Corinthians é corriqueiro, sempre estamos conversando a respeito para melhorar mais", disse.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?