Benfica inscreve Pedrinho e Corinthians espera receber valor total da venda em até 10 dias

Tiago Salazar - São Paulo,SP

25-08-2020 19:41:51

O Benfica, enfim, preencheu o TMS, sigla em inglês para o sistema internacional de transferências gerido pela Fifa, e concluiu o registro de Pedrinho, que agora está à disposição do técnico Jorge Jesus para defender a equipe portuguesa.

Desta maneira, o Corinthians já iniciou o processo para antecipar o valor total da venda. O registro no TMS era uma das garantias solicitadas pelas instituições financeiras procuradas pelos dirigentes alvinegros. Desde a morte de Emiliano Sala, os responsáveis por operações como estas têm sido mais cautelosos (entenda aqui!).

A expectativa no Corinthians é de que em até 10 dias o dinheiro caia na conta do clube. Assim, Andrés Sanchez promete pagar os três meses em salários atrasados junto ao elenco principal, entre outras pendências de curto prazo.

A princípio, Pedrinho havia sido vendido por 20 milhões de euros. O Benfica, no entanto, não se conformou com a devolução de Yony González por parte do Corinthians, que pagaria 3 milhões de euros para ficar com o atacante colombiano.

Para não ter de esperar ainda mais pelo registro de Pedrinho no TMS e evitar uma longa disputa nos tribunais, o Corinthians decidiu aceitar a redução de 2 milhões no valor de Pedrinho e a prorrogação da primeira parcela para agosto de 2021.

A cotação do euro influenciou na decisão corintiana, pois 20 milhões da moeda europeia em março representavam cerca de R$ 105 milhões. Agora, mesmo com o abatimento de 2 milhões de euros, o Corinthians terá direito a aproximadamente R$ 117 milhões.

Além disso, o clube do Parque São Jorge se livrou não só de pagar os 3 milhões de euros por Yony, como do custo anual de aproximadamente R$ 4,5 milhões entre salário, 13º, férias e impostos que o jogador geraria. Esta quantia possibilitou o investimento no venezuelano Rómulo Otero.

De todo o montante, o Corinthians ficará com 70% (aproximadamente R$ 82 milhões). O restante pertence ao empresário Will Dantas. Timão e Dantas têm um acordo de parcelamento. O Timão fará o repasse dos 30% em três parcelas anuais e iguais. O Corinthians também terá de arcar com a taxa da instituição que fará a antecipação do valor total.


 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?