Benfica atrasa registro de Pedrinho e trava pagamento ao Corinthians; empresário vai a Portugal

São Paulo, SP

18-08-2020 17:14:41

Apesar do contrato assinado há meses, o Benfica ainda não registrou Pedrinho no TMS, sigla em inglês para o sistema internacional de transferências gerido pela Fifa. O entrave impede que o Corinthians receba o adiantamento do valor do negócio acertado com os portugueses.

O empresário do jogador, Will Dantas, revelou que irá para Portugal nos próximos dias para entender porque a operação ainda não foi concluída e tentar agilizar a situação.

"Eles não aceitaram o TMS até agora. Quando se transfere atleta para outro país, esse TMS é como se fosse o contrato do jogador, eles precisam aceitar esse TMS, estou indo pra lá ver porque ainda não aceitaram", disse em entrevista aos canais Fox Sports.

A venda foi acertada em 20 milhões de euros, cerca de R$ 120 milhões, para um pagamento em cinco parcelas. A Gazeta Esportiva apurou que os portugueses têm de executar o primeiro valor cerca de 15 dias após o registro no TMS.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Caso Yony
O empresário também afirmou que não existe chance do negócio ser desfeito por conta deste atraso e que a situação de Pedrinho não tem relação com a de Yony Gonzáles. A Gazeta Esportiva revelou que a multa para melar o negócio é de 40 milhões de euros, exatamente o dobro do valor de compra.

"A chance de dar errado é zero, até porque os contratos estão assinados. Não tem nada a ver com o Yony, se devolveram é um problema entre Corinthians e Benfica", contou.

Yony foi emprestado para o Corinthians em fevereiro com acordo de compra encaminhado com o Benfica. O empréstimo terminou e o clube resolveu não contratá-lo com a prerrogativa do atacante não ter feito o número mínimo de cinco jogos, previsto em contrato. O pagamento seria de 3 milhões de euros, cerca de R$ 18 milhões.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário