Gazeta Esportiva

Técnico da Coreia projeta oitavas com o Brasil e quer Neymar em campo: “Os melhores têm que jogar”

São Paulo, SP

04/12/22 | 11:08

A Coreia do Sul enfrenta a Seleção Brasileira nesta segunda-feira em busca de uma vaga nas quartas de final da Copa do Mundo do Catar. As equipes entram em campo às 16 horas (de Brasília), no Estádio 974.

Segundo o técnico Paulo Bento, os coreanos entendem que o Brasil é superior no embate, no entanto contará com os pontos fracos do adversário para tentar tirar proveito. Além disso, o comandante também analisou como a Seleção irá se comportar com ou sem a presença de Neymar.

“Pontos fracos todas as equipes têm e o Brasil não é diferente. O Brasil tem grandes possibilidades de ganhar, nós menos. Mas se fossemos analisar, temos mais chances de passar do que em um campeonato de uma temporada inteira. Não temos nada o que perder amanhã. A única coisa que devemos fazer é deixar uma imagem de uma equipe que quer lutar até o final. Não tenho dúvidas que os meus jogadores farão isso”, disse o treinador em entrevista coletiva.

“Eu seria hipócrita se dissesse que é melhor jogar contra Neymar do que sem ele. Para ser justo prefiro sempre que os melhores jogadores estejam em campo. Tite irá decidir de escala ele de início e nós vamos traçar a melhor estratégia”, completou.

CONFIRA: Tite acredita em retorno de Neymar contra a Coreia do Sul, mas adota cautela

Paulo Bento também citou o pouco tempo que terá para preparar a Coreia do Sul para disputar as oitavas de final. A última vez que o time foi aos gramados foi na última sexta-feira, na vitória de 2 a 1 sobre Portugal

"É algo inumano, mas é algo que a Fifa pretende: criar menos condições para quem já tem menos condições. Já é difícil competir com o Brasil, que é o candidato mais forte, e com esse constrangimentos, mais ainda", reclamou o treinador.

A Coreia avançou de fase como segunda colocada do grupo H, com quatro pontos. Além da vitória diante Portugal, acumula uma derrota para a Gana e um empate com o Uruguai.


Deixe seu comentário