Goleiro do Chelsea se recusa a ser substituído e irrita Sarri

São Paulo, SP

24-02-2019 17:13:59

Antes do Manchester City vencer o Chelsea nos pênaltis na decisão da Copa da Liga Inglesa neste domingo, o técnico Maurizio Sarri e o goleiro Kepa Arrizabalaga protagonizaram uma situação polêmica e bastante bizarra com a partida na prorrogação. Se o treinador já não vinha colecionando bons resultados e simpatia da torcida e do próprio clube, agora parece ter ficado claro que, dentro do vestiário, ele também não é unanimidade.

Já nos minutos finais do segundo tempo da prorrogação, Kepa caiu após sentir uma pancada na perna, ao que o treinador agiu rapidamente ao chamar o argentino Caballero, no banco, para entrar em seu lugar. Ele, inclusive, chegou a colocar as luvas e ficar na beirada do gramado para ser anunciado. No entanto, Kepa se levantou e indicou que estava bem, que não iria sair. Foi aí que Sarri colocou para fora todo seu comportamento explosivo.

Kepa indicou que estava bem e não saiu de campo, mesmo após insistentes pedidos de Sarri (Foto: Adrian Dennis/AFP)

Ele ficou visivelmente irritado, xingou, bateu nas cadeiras de reservas, chegou a ensaiar uma saída do campo, mas voltou e "aceitou" a decisão do jovem espanhol de apenas 24 anos. Com a experiência de 60 anos, o italiano pareceu engolir a situação - isso até a decisão ir para os pênaltis.

Quando os jogadores se reuniram para decidir os batedores, alguns atletas precisaram separar Sarri de Kepa, que ficou afastado e olhando para baixo. Em campo, o goleiro até chegou a defender a penalidade cobrada por Sané, mas o Chelsea saiu derrotado após Jorginho e David Luiz perderem suas cobranças (um por defesa de Ederson e outro por ter batido na trave).

Antes, Chelsea e Manchester City fizeram um jogo abaixo do esperado em um Wembley lotado. Sarri mudou a equipe e a dinâmica de sua equipe, que havia levado uma goleada por 6 a 0 dos comandados de Guardiola dez dias atrás. Os Blues até chegaram a ter oportunidades e, na prorrogação, ficaram mais próximos de marcar. No entanto, após a polêmica entre treinador e goleiro, as equipes cobraram as penalidades e os Citizens conquistaram seu sexto título da competição.

Deixe seu comentário