Palmeiras pedirá à CBF para enfrentar o Vitória com a camisa da Chape

São Paulo, SP

29-11-2016 14:32:15

Os jogador do Palmeiras (de camisa verde) e da Chapecoense, durante a execução do Hino Nacional antes de válida pela trigésima sétima rodada do Campeonato Brasileiro 2016.
O Palmeiras foi o último clube a enfrentar a Chapecoense antes do acidente aéreo (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

O Palmeiras solicitará à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para disputar a última rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Vitória, em Salvador, com a camisa da Chapecoense. O clube obteve aval das patrocinadoras Crefisa e FAM e aguarda uma posição da fornecedora de material esportivo Adidas para prestar a homenagem.

O Verdão foi campeão brasileiro justamente contra a Chapecoense. O time dirigido por Cuca ergueu o nono título do torneio ao derrotar os catarinenses por 1 a 0, no último domingo, no Palestra Itália.

A partida contra o Vitória estava marcada para este domingo, mas foi adiada para o dia 11 de dezembro. A medida foi tomada pela CBF em respeito ao luto de uma semana que foi declarado em homenagem à Chapecoense.

O Verdão já havia divulgado uma nota de pesar pelas vítimas do acidente aéreo que vitimou os funcionários do time catarinense, na Colômbia. O Palmeiras recordou que entre os mortos estavam pessoas que haviam trabalhado na equipe.

O técnico Caio Júnior comandou o Palmeiras em 2007. O volante Josimar defendeu a equipe em 2014, enquanto o atacante Ananias jogou pelo time em 2013. É de Ananias, inclusive, o primeiro gol marcado no Palestra Itália depois da reforma do estádio – vitória do Sport sobre o Palmeiras, por 2 a 0.


Em outra nota, o Palmeiras se uniu a times do Brasil para adotar medidas de solidariedade à Chape. Os clubes pedirão à CBF para que os catarinenses fiquem três anos imunes ao rebaixamento no Brasileirão. As equipes também se dispõem a emprestar jogadores de forma gratuita à Chape.

Hyoran – Contratado para defender o Palmeiras a partir de 2017, o meio-campista Hyoran não viajou com o elenco da Chapecoense por conta de uma lesão no joelho. A Gazeta Esportiva tentou entrar em contato com o jogador, mas a sua assessoria de imprensa informou que ele não se manifestará sobre a tragédia.

Deixe seu comentário