Futebol/Sul-americano sub-20

Kenedy brilha no 2º tempo, Gabriel amplia e Brasil bate a Venezuela

GazetaEsportiva.net - Maldonado , - Uruguai
20/01/2015 00:01:00

Em: Brasil, Futebol, Futebol Internacional

Foi só no segundo tempo, mas valeu. O Brasil precisou de 45 minutos para vencer a Venezuela por 2 a 0, em seu terceiro jogo no Sul-americano Sub-20. Os gols foram marcados por Kenedy, uma pintura de fora da área, e Gabriel, depois de assistência de Lucas Evangelista.

Com o resultado, a Seleção figura na segunda colocação do Grupo B, atrás apenas do algoz Uruguai, com um jogo a menos e o mesmo número de vitórias. O saldo de gols brasileiro é de apenas um. O próximo adversário é a Colômbia.

Chocolate – Mais cedo, a Colômbia não encontrou nenhuma dificuldade para bater o Chile por 3 a 0 e roubar a terceira colocação no Grupo B, já que fizeram apenas dois jogos, enquanto os chilenos aparecem com três . Quem também tem apenas dois jogos é o Uruguai, que bateu o Brasil no segundo jogo da Seleção na disputa.

Gabigol manda na trave, mas Brasil passa em branco no 1º tempo
No começo do primeiro tempo, Gabriel mandou a bola na trave após ficar cara a cara com o goleiro. No rebote, Marcos Guilherme fez, mas o bandeira assinalou impedimento. O camisa 11 fez outra boa jogada pouco depois, mas acabou sem ângulo para chutar e não conseguiu balançar as redes.

Em boa jogada, Reyes enxergou espaço na defesa, fez fila e só não marcou para a Venezuela porque o goleiro Marcos saiu do gol para fazer boa defesa, aos 26 minutos.

Com falhas de comunicação na defesa e pouca inspiração no meio-campo, o Brasil não fez o suficiente para garantir uma vantagem na etapa inicial.

Lucas Evangelista foi o capitão da Seleção Brasileira na vitória por 2 a 0 sobre a Venezuela
Lucas Evangelista foi o capitão da Seleção Brasileira na vitória por 2 a 0 sobre a Venezuela – Credito: AFP
Kenedy faz uma pintura, Brasil se solta e Gabigol amplia
Depois de um segundo tempo morno, Kenedy resolveu o jogo logo depois de sair do banco de reservas. Pela direita, o atacante do Fluminense abriu espaço e encheu o pé, mandando um foguete, que não deu chances de defesa ao goleiro venezuelano, aos 28 minutos.

A vitória se consolidou pouco depois. Caju fez boa tabela com Lucas Evangelista pela esquerda, que cruzou e viu Gabriel dar um tapa e ampliar a vantagem aos 35 minutos.