Botafogo terá rotina alterada com a Copa América no Brasil - Gazeta Esportiva
Copa América Copa América

O Botafogo será uma das equipes que terão sua rotina mais alterada pela realização da Copa América no Brasil. Com a cessão do estádio Nilton Santos para jogos e treinos das seleções sul-americanas, o Glorioso terá de jogar e treinar em outro local.

Serão três partidas da Série B como mandante, mas que acontecerão longe de casa. Na primeira, no próximo domingo, o Alvinegro receberá o Remo-PA no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). As partidas contra CSA-AL, no dia 23, e Vitória-BA, no dia 30 ainda não têm local confirmado.

O local de treinamentos para o período da Copa América, que irá de 13 de junho até 10 de julho, já foi escolhido. Será o CT do Sindicato dos Atletas de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, em Guaratiba, Zona Oeste do Rio. As instalações, inauguradas em 2019, contam com dois campos oficiais. Além disso, o espaço possui vestiários, academia, área de fisioterapia e restaurante.

A Copa América terá sete jogos no Nilton Santos, o primeiro no dia 14 de junho, entre Argentina e Chile. A Seleção Brasileira vai atuar no estádio nos dias 17 e 23, contra Peru e Colômbia, respectivamente.

O estádio receberá uma partida das quartas de final, no dia 2 de julho, e uma semifinal, no dia 5.

O Botafogo terá suas despesa de treinamento e jogos em outros locais custeadas pela Conmebol. A entidade ainda fará melhorias no Nilton Santos.



A Copa América será a chance de Tite esclarecer algumas dúvidas na Seleção Brasileira visando a sequência das Eliminatórias e até mesmo a Copa do Mundo de 2022. Por isso, o treinador admitiu que irá promover um rodízio maior entre os atletas chamados para a competição.

O Brasil estreia na Copa América neste domingo, contra a Venezuela. Ainda na primeira fase, irá enfrentar Peru, Colômbia e Equador.

“Houve uma reunião da comissão técnica com o Juninho (coordenador da CBF) e definimos os objetivos. Queremos a conquista, mas também vamos com uma participação maior dos jogadores”, explicou o técnico, em entrevista coletiva.

Tite deixou claro que irá manter a estrutura do time nos jogos. Mas algumas posições, como os laterais, o setor de criação do meio-campo e o ataque, são as favoritas para contar com um revezamento maior de peças.

“Nas Eliminatórias, o nível de exigência é maior. Agora, a Copa América permite ampliar as chances na equipe. Teremos todo um cuidado com desgaste, então modificações vão acontecer”, confirmou Tite.

 

 

 



Na véspera da abertura da Copa América, o técnico Tite foi enfático em seu posicionamento sobre toda a polêmica que envolveu a competição no Brasil. O comandante da Seleção Brasileira revelou que houve uma conversa de comissão técnica, jogadores e até mesmo do coordenador Juninho Paulista com o presidente da CBF, Rogério Caboclo, sobre a chance de mudança de sede do torneio, inicialmente marcado para Argentina e Colômbia e transferido de última hora para o Brasil.

“Houve um pedido para o presidente da CBF, eu pedi, os atletas também, o Juninho falou antes da definição. Nós fomos leais e falamos, antes de ser levado ao presidente da República. Colocamos que não gostaríamos”, disse Tite, que citou a palavra respeito em relação à situação do país na pandemia da covid-19.

Toda a Seleção Brasileira se manifestou, em um documento oficial após a vitória de terça-feira contra o Paraguai, pelas Eliminatórias, confirmando a posição contrária à realização da Copa América no Brasil. “Não há desculpa, colocamos e somos contrários à competição. Mas também vamos jogar com exigência”, avisou.

Tite também falou sobre a acusação sofrida por Rogério Caboclo, presidente da CBF (Foto: Silvio Avila/AFP)

A Copa América, antes mesmo do início, já apresenta problemas graves. Um dia antes do jogo contra o Brasil, a Venezuela teve 12 casos de covid-19 confirmados em sua delegação. “A gente queria que não tivesse essas possibilidades e problemas, não só com a Venezuela. É uma organização atabalhoada. Isso aqui não tem viés político, há uma crítica direta à Conmebol e a quem decidiu da CBF ser a Copa América aqui”, reforçou o treinador.

Por fim, Tite ainda se manifestou sobre a acusação de uma funcionária da CBF de assédio – sexual e moral – contra Rogério Caboclo, que está afastado da presidência da entidade. O técnico reconheceu a gravidade da situação. “O fato é gravíssimo. Assédio, não. Respeito a coragem da funcionária por um assunto tão complicado. Torço para que a Justiça de todos os envolvidos venha de forma clara e justa”, comentou.

 

 

 

 

 

 

 

 



Na manhã deste sábado, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou que 12 membros da seleção da Venezuela foram diagnosticados com covid-19. Entre aqueles que testaram positivo para o vírus estão jogadores e integrantes da comissão técnica.

Segundo o comunicado oficial, todos os diagnosticados com o novo coronavírus estão assintomáticos, isolados em quartos individuais e monitorados pela equipe da Conmebol e pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) da Secretaria de Saúde.

Na sexta-feira, o site Metrópoles informou que cinco jogadores da seleção venezuelana testaram positivo para covid-19. No mesmo dia, a Conmebol alterou o regulamento da Copa América, retirando o limite de cinco substituições por coronavírus na lista de convocados.

A Venezuela estreia na Copa América no domingo, às 18 horas (de Brasília), contra a Seleção Brasileira. A partida será disputada no estádio Mané Garrincha, em Brasília.



Adversária do Brasil na estreia da Copa América, a seleção venezuelana tem cinco jogadores que testaram positivo para covid-19 em seu elenco, segundo informação divulgada pelo Metrópoles, nesta sexta-feira. Os cinco atletas já estariam em isolamento em Brasília e, segundo a reportagem, serão submetidos a novos exames neste sábado.

Os casos não foram confirmados pela Conmebol. Porém, ainda na noite desta sexta-feira, a entidade alterou o regulamento para a competição.

Regulamento da competição foi alterado. (Foto: Carl de Souza/AFP)

Agora, é permitido fazer trocas na lista final de jogadores inscritos sem limite de mudanças, para casos positivos de covid-19. Antes da alteração, cada seleção poderia fazer apenas cinco substituições.

A estreia da Venezuela na competição será justamente na abertura, contra o Brasil, no domingo, às 18 horas (de Brasília). A partida está agendada para o estádio Mané Garrincha, em Brasília.



O argentino Germán Cano se tornou o maior ídolo do elenco atual do Vasco. Artilheiro da equipe, ele deixou o futebol de seu país há dez anos, mas não esquece da seleção argentina. Com a Copa América começando neste domingo no Brasil, Cano manifestou sua torcida por ver o conterrâneo Lionel Messi campeão.

Multicampeão pelo Barcelona e várias vezes escolhido o melhor jogador do mundo, Messi, entretanto, nunca conseguiu resultados expressivos com a seleção argentina. Seu maior triunfo foi o ouro olímpico nos Jogos de Pequim, em 2008. Em Copas do Mundo e Copas América, Messi só alcançou o vice.

Messi esteve muito próximo de se consagrar em 2014, quando foi vice-campeão mundial (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

O último título da Copa América dos vizinhos foi em 1993, uma espera, portanto, de 28 anos. Além disso, para Messi, que completará 34 anos este mês, esta pode ser sua última oportunidade.

”Todos os argentinos querem que ele ganhe a Copa América. Ele fez muito pela Seleção e o vejo muito comprometido em reverter essa situação que já o fez viver várias tristezas. Espero que desta vez possa acontecer”, afirmou Cano em entrevista ao canal TyC Sports, da Argentina.

O desempenho da equipe no empate por 2 a 2 diante da Colômbia, pelas Eliminatórias, deixou Cano esperançoso.

”Se seguir jogando da mesma forma como jogou, a equipe vai funcionar bem. Espero que nos possa oferecer um bom futebol para todos da torcida e consolidar um grupo que possa continuar a ganhar confiança”, disse.

A seleção da Argentina está no grupo A da Copa América, ao lado de Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai. A estreia será contra o Chile, na próxima segunda-feira, no Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

Pelo Vasco, Cano deve estar em campo neste sábado à noite em Pelotas diante do Brasil-RS, pela terceira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.



A Disney anunciou acordo que garante exclusividade de transmissão da Copa América aos canais ESPN e Fox Sports na TV paga. O SBT segue como a emissora aberta que irá transmitir a competição entre seleções da América do Sul para o mercado brasileiro.

A estreia da Seleção Brasileira será transmitida pela ESPN, com narração de Nivaldo Prieto e comentários de Paulo Calçade, Zinho e Carlos Simon. A partida será neste domingo, contra a Venezuela, às 18 horas (de Brasília). As equipes se enfrentam no Estádio Mané Garrincha.

Também no domingo, o duelo entre Colômbia e Equador será transmitido pela Fox Sports, com narração de Paulo Andrade e comentários de Rodrigo Bueno, Zé Elias e Renata Ruel, às 21 horas.



A Argentina anunciou nesta sexta-feira a convocação para a Copa América, que se inicia neste domingo. O técnico Lionel Scaloni escolheu o que tem de melhor para disputar a competição no Brasil.

Os grandes destaques da convocação são os nomes mais experientes, como Lionel Messi, Sergio Aguero e Ángel Di María. No entanto, jovens que também vêm se destacando foram convocados como Lo Celso, Lautaro Martínez e Julián Álvarez, promessa do River Plate.

A Argentina está no grupo B da competição, junto de Uruguai, Bolívia, Chile e Paraguai. A estreia será contra o Chile, segunda-feira, às 18 horas (de Brasília). Ao longo da história, a Argentina conquistou a Copa América 14 vezes, sendo a última conquistada em 1993.

Confira a convocação da Argentina para a Copa América:

Goleiros: F.Armani, E.Martíne, A.Marchesín e J.Musso

Defensores: G.Montiel, N.Otamendi, G.Pezzela, N.Tagliafico, M.Quarta, M.Acuña, L.Martínez, C.Romero e N.Molina

Meias: L.Paredes, G.Rodríguez, Lo Celso, E.Palacios, N.Domínguez, Di María, Rodrigo De Paul e A.Gómez

Atacantes: Á.Correa, N.González, Messi, L.Martínez, J.Correa, J.Álvarez e S.Aguero.



O técnico Eduardo Berizzo divulgou nesta quinta-feira os 28 jogadores convocados para defender a seleção do Paraguai na Copa América. Os zagueiros Gustavo Gómez, do Palmeiras, e Junior Alonso, do Atlético-MG, foram chamados e seguirão desfalcando seus respectivos times.

Todos os selecionados estavam presentes na última convocação para as Eliminatórias, que foi composta por 32 atletas. Os cortados da lista final foram Juan Escobar, Juan Espínola, Alexis Duarte e Hugo Martinez.

O Paraguai está no Grupo A da Copa América, ao lado de Argentina, Uruguai, Chile e Bolívia. A estreia da equipe será diante dos bolivianos na segunda-feira, às 21 horas (de Brasília), no Estádio Olímpico (GO).

Confira abaixo os convocados da seleção paraguaia:

Goleiros: Antony Silva (Puebla-MEX), Alfredo Aguilar (Olimpia) e Gerardo Ortiz (Once Caldas)

Zagueiros: Gustavo Gómez (Palmeiras), Junior Alonso (Atlético-MG), Fabián Balbuena (West Ham), David Martínez (River Plate) e Omar Alderete (Hertha Berlim)

Laterais: Alberto Espínola (Cerro Porteño), Robert Rojas (River Plate) e Santiago Arzamendia (Cerro Porteño)

Meias: Richard Sánchez (América-MÉX), Gastón Giménez (Chicago Fire-EUA), Andrés Cubas (Nimes-FRA), Óscar Romero (San Lorenzo), Piris da Motta (Flamengo), Romero Gamarra (Al Taawon), Ángel Lucena (Cerro Porteño), Mathias Villasanti (Cerro Porteño) e Braian Ojeda (Olimpia)

Atacantes: Jorge Morel (Guaraní-PAR), Ángel Romero (San Lorenzo), Carlos González (Tigres), Braian Samúdio (Caykur Rizespor-TUR), Miguel Almirón (Newcastle), Gabriel Ávalos (Argentino Juniors), Julio Enciso (Libertad) e Antonio Bareiro (Libertad).



O Supremo Tribunal Federal (STF) deu sinal verde nesta quinta-feira para a realização da Copa América no Brasil.

O órgão rejeitou três recursos que pediam a suspensão do torneio devido à situação sanitária do país, que é o segundo com mais mortes por covid-19 e que espera uma terceira onda da pandemia.

Seis dos onze juízes da mais alta corte brasileira, número mínimo exigido, votaram de forma remota, em sessão extraordinária, a favor da autorização do campeonato regional de seleções, que terá início neste domingo com o duelo entre Brasil e Venezuela, em Brasília.

No entanto, eles alertaram sobre a necessidade de reduzir eventuais danos. Pelo menos dois dos juízes pediram em suas votações que o governo apresente, 24 horas antes do início da Copa América, um plano de mitigação de riscos, o que ainda não foi confirmado.

Embora não possa mais alterar a decisão majoritária do STF de que a Copa América seja disputada, os outros cinco juízes têm até as 23h59 para votar à distância, em sessão extraordinária, os pedidos do Partido dos Trabalhadores (PT), da Confederação Nacional dos Metalúrgicos e do Partido Socialista Brasileiro de suspender o torneio.



O que já era esperado pelos rubro-negros vem se confirmando. O Flamengo terá alguns desfalques por conta da disputa da Copa América.

O meia Éverton Ribeiro e o atacante Gabigol vão jogar a competição pela Seleção Brasileira. Além disso, nesta quinta-feira o Uruguai confirmou a convocação do meia Arrascaeta.

Arrascaeta não disputou os jogos uruguaios pelas Eliminatórias da Copa do Mundo ao testar positivo para covid-19. No entanto, o jogador já cumpriu o período de isolamento e está liberado para defender a Celeste.

O meia vinha sendo o principal jogador do setor de criação do Flamengo nesta temporada. Agora, o técnico Rogério Ceni não contará com o jogador durante várias rodadas do Campeonato Brasileiro.

Os rubro-negros ainda terão mais um desfalque. O lateral direito Maurício Isla foi convocado pelo Chile para a competição e não estará à disposição do treinador flamenguista.