Futebol/Futebol Português

Pizzi marca três e Benfica vence Guimarães na estreia do Português

São Paulo , SP
10/08/2018 18:22:37 — 10/08/2018 18:25:57

Em: Benfica, Futebol Internacional, Futebol Português, Notícias

O Benfica começou com o pé direito sua campanha no Campeonato Português. Jogando diante de sua torcida, no Estádio da Luz, a equipe comandada por Rui Vitória contou com uma atuação de gala do meio-campista Pizzi, autor de três gols, para vencer o Vitória de Guimarães por 3 a 2.

Aproveitando os lados do campo e a pontaria certeira do português Pizzi, o Benfica foi para o intervalo com três tentos de vantagem. Na segunda etapa, o time tirou o pé e viu os visitantes encostarem no marcador, com gols de Celis e André André, ex-Porto. No entanto, a reação parou por aí.

Na segunda rodada da competição, o Benfica enfrenta o Boavista, fora de casa, no Estádio do Bessa Século XXI, às 12h (de Brasília), do próximo domingo, dia 19. Antes, porém, nesta terça, às 15h45, os Encarnados jogam a classificação diante do Fenerbahce fora de casa, no Sukru Saraçoglu, na Liga dos Campeões. A partida de ida terminou com vitória portuguesa por 1 a 0.

O argentino Pizzi comandou o Benfica no triunfo diante do Vitória de Guimarães (Foto: Patricia de Melo Moreira/AFP)

O Jogo

Mesmo se postando atrás da linha de bola, o Vitória de Guimarães dava espaço para o adversário. O Benfica, por sua vez, também tinha uma marcação frouxa e, com isso, a partida ficou aberta, tanto é que cada equipe desperdiçou ao menos duas boas chances de gol antes dos 10 minutos.

Assim, as redes não demoraram a balançar. Gedson Fernandes aproveitou falha na saída de bola do Vitória de Guimarães, arrancou pela direita e cruzou para área. A defesa errou o corte e a sobra ficou com Pizzi, que arrematou sem chances para o goleiro. Aproveitando o bom momento, os Encarnados tiveram um pênalti instantes depois de abrir o placar, mas Facundo Ferreyra parou no arqueiro Douglas.

Passados os momentos de certo perigo dos visitantes, o Benfica tomou conta da partida e foi para o intervalo com um triunfo parcial de 3 a 0. Em mais uma jogada pela extremidade direita do campo, Pizzi apareceu dentro da área para arrematar no ângulo do goleiro, que nada pôde fazer. Antes do apito derradeiro do primeiro tempo, o meio-campista argentino completou trama pela esquerda e marcou seu terceiro tento na partida.

Satisfeito com o resultado e claramente se poupando para o duelo de terça-feira pela Liga dos Campeões, o Benfica baixou o ritmo no segundo tempo e não criava como nos primeiros 45 minutos. Os visitantes, contudo, demonstravam abatimento e não ofereciam perigo à meta de Vlachodimos.

Após 30 minutos de pouca inspiração, o Vitória de Guimarães, enfim, desfrutou da sonolência dos mandantes na etapa complementar. A equipe de Luís Castro construiu boa trama ofensiva e encontrou André André dentro da área, o ex-Porto girou para cima da marcação e bateu rasteiro, diminuindo o placar.

O gol deu moral para os visitantes, que seguiram no ataque e voltaram a balançar as redes na sequência. Dessa vez, André André serviu o atacante Celis, o colombiano, cara a cara, com Vlachodimos teve frieza e colocou fogo na partida.

O segundo tento do Vitória de Guimarães acordou o Benfica. Os comandados de Rui Vitória adiantaram a marcação e voltaram para o ataque, afim de tirar a bola da zona de perigo. Assim, o maior campeão português administrou a vantagem mínima para estrear na competição nacional com vitória.