Futebol/Campeonato Espanhol

Barcelona vence mais uma e mantém distância do Atlético no Espanhol

São Paulo , SP
09/03/2019 16:23:13 — 09/03/2019 18:38:57

Em: Barcelona, Futebol, Futebol Espanhol, Futebol Internacional, Notícias
Messi completou 443 jogos com a camisa do Barça no dia em que a equipe venceu o Rayo Vallecano de virada por 3 a 1 (Foto: Lluis Gene/AFP)

O Barcelona fez o que mais sabe e venceu o Rayo Vallecano de virada neste sábado, às 14h30 (de Brasília), no Camp Nou. Pela 27ª rodada do Campeonato Espanhol, Messi e companhia aplicaram o placar de 3 a 1 e continuam tranquilos na liderança da competição, com 63 pontos. O Atlético também venceu na rodada, mas a distância agora é de sete pontos.

Coutinho foi escalado como titular, algo que não acontecia desde o final de fevereiro, mas mais uma vez atuou abaixo do esperado, apagado em todo o primeiro tempo e levemente melhor no segundo. Arthur também esteve em campo, mas foi substituído no início da etapa complementar por Dembélé. Já Messi, que cobrou a falta originária do gol de Piqué e converteu o pênalti da virada, completou 443 partidas com a camisa do Barça e é o segundo jogador que mais defendeu a equipe, ultrapassando Iniesta. Suárez fez o terceiro tento.

O Barcelona permanece líder indiscutível da La Liga com 63 pontos, sete à frente do Atlético de Madrid, enquanto o Rayo Vallecano se afunda ainda mais na vice-lanterna, com incríveis 40 pontos a menos. Na próxima rodada, o Barça enfrenta o Betis fora de casa, no domingo, mas antes, na quarta-feira, decide vaga nas quartas de final da Champions contra o Lyon (0 a 0 na ida). O Rayo enfrenta o Villarreal no próximo final de semana.

O jogo

Com investida dos visitantes no início, o Barcelona só foi chegar ao ataque pela primeira vez aos dez minutos, com cobrança de falta de Messi e rebote de Coutinho, cortado pela defesa no momento certo. Após isso, o Barça se encontrou e passou a ter posse de bola e todo o time no campo de ataque: aos 17, Suárez tentou de fora da área e levou algum perigo.

Como diz o ditado, “quem não faz, toma”. Aos 24 minutos, Tomás, do Rayo Vallecano, abriu o placar no Camp Nou após contra-ataque iniciado com erro de Vidal e chegou ao 11º gol na competição. O tento foi apenas um ponto fora da curva, visto que o clube catalão seguiu melhor. O empate foi consequência: aos 37 minutos, Messi cobrou falta e Piqué subiu sozinho de cabeça. O primeiro tempo terminou empatado em 1 a 1.

Na volta para a segunda etapa, o Rayo Vallecano até tentou dar novo susto aos dois minutos, mas Semedo foi derrubado na área, o juiz deu pênalti e Messi converteu a cobrança. Virada catalã logo no início do tempo complementar.

Com a saída de Arthur, Coutinho precisou atuar um pouco mais atrás, o que o fez aparecer mais, ainda que não com a qualidade que possui. Aos 17 minutos, o brasileiro recebeu na entrada da área e arriscou de primeira, mas bola parou na defesa. A resposta veio com Pozo, que pegou sobra da cobrança de falta e quase empatou.

Aos 23 minutos, quase o terceiro do Barcelona. Messi cobrou falta no capricho e Alex Moreno tirou de cabeça. O Rayo Vallecano, porém, não se deu por vencido e em algumas oportunidades chegou ao gol de Ter Stegen, mas sem sucesso. A vitória foi sacramentada aos 36 minutos, com Suárez, após receber de Dembélé e tabelar com Rakitic.

Getafe na cola do Real

O Getafe recebeu o lanterna Huesca no Alfonso Pérez e venceu de virada por 2 a 1, com dois gols de Jaime Mata, um deles de pênalti. Galleco descontou para os visitantes. Com o resultado, o Getafe soma agora 45 pontos e encosta na terceira colocação, onde está o Real Madrid, com 48 pontos e joga neste domingo. O Huesca, por sua vez, estaciona nos 22 pontos, na última colocação.