Gazeta Esportiva

Técnico da Austrália se diz orgulhoso e analisa eliminação diante da Argentina

São Paulo, SP

03/12/22 | 19:25

A Austrália perdeu para a Argentina, por 2 a 1, neste sábado, e foi eliminada nas oitavas de final da Copa do Mundo. Após o jogo, o técnico Graham Arnold falou em orgulho pela campanha histórica e analisou a derrota no Estádio Ahmad Bin Ali.

“Temos que estar muito orgulhosos pelos jogadores, enfrentamos a terceira melhor seleção do mundo. O primeiro gol… Messi tem muita qualidade. Mas, no fim, os nossos erros nos custaram”, iniciou o treinador.

“Torço para que todos na Austrália respeitem aquilo que fizemos e estejam bastante orgulhosos. Levamos o 2 a 0 e, depois, conseguimos finalizar bem e tivemos uma grande chance já no final para empatar”, acrescentou.

Citado por Arnold, Messi fez história ao disputar a sua milésima partida como jogador profissional. O craque abriu o placar para a Argentina, que fez o segundo e ainda levou um gol da Austrália na reta final. Já no último minuto, o jovem Garang Kuol, de 18 anos, chutou em cima de Emiliano Martínez e por muito pouco não levou o duelo para a prorrogação.

Os australianos surpreenderam na fase de grupos e terminaram na vice-liderança da chave D. A equipe da Oceania estreou com goleada sofrida diante da França, por 4 a 1, mas conseguiu se recuperar e venceu Tunísia e Dinamarca pelo placar mínimo.

A queda nas oitavas de final representa a melhor campanha da Austrália na história dos Mundiais. Os Socceroos também haviam sido eliminados na primeira fase eliminatória da Copa do Mundo de 2006, sediada na Alemanha.


Assim como Graham Arnold, Jackson Irvine também exaltou o desempenho do time nesta edição do Mundial. O meio-campista, que defende o St. Pauli, da 2ª divisão alemã, reiterou as palavras do comandante e destacou o esforço dos atletas no Catar.

“Demos de tudo, fizemos isso durante toda a competição. Estou muito orgulhoso por todos os jogadores e pela comissão técnica. Mas não foi o suficiente hoje. A gente fez tudo que pôde, ficou compacto, deu pouco para eles defensivamente. Ver os argentinos celebrando assim mostra o tipo de adversário que fomos para eles”, concluiu.

Deixe seu comentário