Futebol/Mercado

Barcelona pretende anunciar Griezmann em duas semanas

São Paulo , SP
17/05/2018 11:11:10

Em: Atlético de Madrid, Barcelona, Futebol, Futebol Espanhol, Futebol Internacional

Parece mesmo que a conquista da Liga Europa, em Lyon, será a última de Antoine Griezmann vestindo a camisa do Atlético de Madrid. Isso porque, ao que tudo indica, os rumores que cercavam o atacante francês sobre sua possível transferência para o Barcelona devem se confirmar antes mesmo do início da Copa do Mundo.

Nesta quinta-feira, o jornal espanhol As garantiu que está tudo acertado entre as partes para que o clube catalão deposite os 100 milhões de euros (cerca de R$ 435 milhões) referentes a multa rescisória de Griezmann na conta do Atlético de Madrid. Além do mais, isso deve se confirmar em, no máximo, duas semanas.

Griezmann marcou dois gols na final da Liga Europa (Foto: Philippe DESMAZES/AFP)

A posição oficial da diretoria do Barcelona continua sendo de silêncio absoluto quanto a possível aquisição, mas as informações da Espanha confirmam que o diretor esportivo do clube, Robert Fernández, e o presidente Josep Maria Bartomeu tratam o negócio como praticamente certo, restando apenas o depósito da quantia. A expectativa dos dois dirigentes é de que Griezmann já seja jogador do time catalão antes de se apresentar para a Copa.

Do lado do Atlético, o pensamento é de que tudo foi feito para tentar garantir a permanência. Porém, o clube não possui poder de negociação, já que o Barça parece disposto a pagar a multa rescisória. Dessa forma, pode conversar de forma direta com o jogador que, anteriormente, garantiu que definiria seu futuro apenas após o Mundial da Rússia.

O assédio antigo do Barcelona ao camisa sete já rendeu até mesmo denúncias à Fifa por parte dos colchoneros. Na última janela, o United esteve muito perto de contratar Griezmann, mas a cláusula de 200 milhões de euros (cerca de R$ 870 milhões) na época impediu o acerto. Desde então, os catalães voltaram suas atenções para ter o atacante e o jornal espanhol garante que tudo está firmado desde novembro de 2017.