Maradona se oferece para treinar de graça a seleção da Argentina

São Paulo, SP

21-07-2016 09:51:59

Com muitos técnicos sendo especulados para assumir a seleção argentina, o maior ídolo do país, Diego Maradona, se ofereceu para voltar a treinar os alvicelestes, desta vez, de graça. Seria sua segunda chance de voltar ao comando da Argentina, já que foi o treinador entre 2008 e 2010, incluindo a Copa da África do Sul, em 2010.

"Sinto cada vez falta de treinar. Sinto a falta de trabalhar com os jogadores e de discutir com os jornalistas", afirmou o treinador à Fox Sports. O último trabalho de Maradona foi em 2012, quando deixou de treinar o Al Wasl, equipe dos Emirados Unidos.

Diversos nomes como Diego Simeoni, do Atlético de Madrid, Marcelo Bielsa, que deixou a Lazio após dois dias de contrato, Edgardo Bauza, do São Paulo, Jorge Sampaoli, que acabou de assumir o Sevilla, e Miguel Angel Russo, veterano treinador argentino, são especulados pela mídia argentina para assumir o cargo deixado por Tata Martino.

"Diego Simeone não estava interessado no cargo devido a razões financeiras. Para mim, dinheiro não é um problema. Posso treinar a seleção de graça. Muitos pensam que sou um treinador caro. Então e Mourinho? E Ancelotti ou Simeone? Não sou tão caro quando comparado com esses treinadores", completou o treinador.

Nos Jogos Olímpicos, quem dirigirá o selecionado argentino será o técnico Jorge Olarticochea, que já comandava as equipes de base do país. Nas eliminatórias para a copa de 2018, a Argentina é a terceira colocada, com 11 pontos, dois atrás de Uruguai e Equador.

Deixe seu comentário