Jogadores do Coelho não esperam vida fácil contra o lanterna Mogi Mirim

Do correspondente Gustavo Aleixo - Belo Horizonte,MG

01-10-2015 10:23:14

Com apenas quatro vitórias em toda a Série B, o Mogi Mirim começa a jogar as suas últimas cartas para evitar a queda para a terceira divisão. Na lanterna e a nove pontos do primeiro time fora da degola, a equipe paulista não medirá esforços para acumular triunfos na reta final da competição, o que para os jogadores do América-MG representa um risco no jogo do próximo sábado, exatamente contra o Mogi, às 18h30 (de Brasília), no estádio Romildo Ferreira.

Para o lateral Xavier, o momento desesperador do Mogi Mirim pode fazer do time paulista um adversário até mais difícil que as equipes que ocupam a parte de cima da classificação.

“O Mogi Mirim é o último colocado, mas na minha opinião é mais difícil jogar contra o último do que com quem está brigando lá em cima, porque eles estão desesperados e sabem que só faltam 10 partidas para tentar fugir da zona de rebaixamento. Tenho certeza que no sábado não será diferente, vai ser um jogo bem difícil contra o Mogi”, avaliou.

Emprestado pelo Cruzeiro até o final da temporada, Rodrigo Souza chegou a defender a Penapolense no Campeonato Paulista neste ano. O volante afirma ter acompanhado o Mogi Mirim durante a competição e, por isso, alerta a equipe americana quanto à força do Mogi no Romildo Ferreira.

“O pensamento é sempre de vitória. O América é um time grande e está brigando pelo G4. Independentemente dos times que enfrentaremos, temos que pensar em vitórias. Todos têm sua força, principalmente em casa. Tive a oportunidade de acompanhar o Mogi (Mirim) no Campeonato Paulista, eles são muito fortes jogando em seu estádio. Com certeza vai ser um jogo difícil”, destacou.

Deixe seu comentário