Atletismo

São Silvestre 2018 tem vencedor etíope e melhor brasileiro em oitavo

São Paulo , SP
31/12/2018 10:13:13 — 02/01/2019 18:42:01

Em: Atletismo, Escolha do editor, Mais Esportes, Notícias, São Silvestre

Os africanos mais uma vez dominaram a tradicional Corrida Internacional de São Silvestre. A 94ª edição do evento teve os três primeiros colocados oriundos da Etiópia e fechou o pódio com atletas da Tanzânia e Unganda.

O vencedor foi Belay Tilahun Bezabh (45min03s), responsável por um sprint final que garantiu uma linda ultrapassagem em cima do então atual campeão e favorito, Dawitt Admasu (45min06s), que apesar de também ser etíope, atualmente corre pelo país asiático do Bahrein, depois de ter se naturalizado.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO FINAL DA 94ª SÃO SILVESTRE

Dessa forma, Belay e Dawitt inverteram suas colocações em relação à prova do ano passado. Amdework Tadese (45min13s) foi o terceiro colocado. Emmanuel Gisamoda (45min23s) e Maxwell Rotich (45min45s) vieram logo atrás.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Giovani dos Santos (46min38s) foi o primeiro brasileiro a cruzar a linha de chegada, na oitava posição, seguido pelo compatriota Wendell Jeronimo de Souza (46min43s).

O etíope Belay Tilahun Bezabh cruzou a linha de chegada em primeiro no geral (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Assim que a largada foi dada, o atleta de Unganda, Maxwell Rotich, de apenas 20 anos, assumiu a liderança. Em ritmo forte, o africano apareceu como o primeiro ‘coelho’ da prova.

Dois brasileiros conseguiram acompanhar o pelotão de elite até o 5º quilômetro. Foram eles Giovani dos Santos, de 37 anos, e Wendell Jeronimo de Souza, exatamente dez anos mais jovem.

A partir do nono quilômetro, os atletas anfitriões ficaram para traz. Seis corredores oriundos do continente africano dispararam e Emmanuel Ginki Gisamoda, de 30 anos, da Tanzânia despontou como líder, sendo acompanhado muito de perto pelo etíope naturalizado berenita, Dawitt Admasu, de 23 anos.

Giovani dos Santos foi o primeiro brasileiro a terminar a prova, em 8º lugar (Foto: Djalma Vassão/GazetaPress)

Na subida da Avenida Brigadeiro Luis Antônio, ponto crucial da prova, Dawitt Admasu forçou o ritmo, acelerou as passadas e, mesmo seguido de perto por três concorrentes, começou a desgarrar.

Pouco antes da última curva para a entrada na Avenida Paulista, Belay Tilahun Bezabh, outro etíope de 23 anos, surgiu como um raio, ultrapassou o então favorito compatriota e foi o primeiro a passar pela linha de chegada, em frente ao edifício da Fundação Cásper Libero.

Dawitt Admasu confirmou o vice-campeonato, pouco à frente de outro etíope, Amdework Tadese. Completaram o pódio Emmanuel Gisamoda, da Tanzânia, e Maxwell Rotich, de Unganda. Giovani dos Santos foi o primeiro brasileiro a terminar a prova, na oitava colocação.

Classificação final

1º – Belay Tilahun Bezabh – Etiópia (45min03s)
2º – Dawitt Admasu – Bahrein (45min06s)
3º – Amdework Tadese – Etiópia (45min13s)
4º – Emmanuel Gisamoda – Tanzânia (45min23s)
5º – Maxwell Rotich – Uganda (45min45s)
6º – Paul Kipkorir Kipkemoi – Quênia (46min04s)
7º – Kiplimo Mutai – Quênia (46min26s)
8º – Giovani dos Santos – Brasil (46min38s)
9º – Wendell Jeronimo de Souza – Brasil (46min43s)
10º – Nicholas Kimeu Keter – Quênia (46min55s)
11º – Abe Gashahun Tilahun – Etiópia (47min05s)
12º – Ederson Vilela Pereira – Brasil (47min06s)
13º – Johnatas de Oliveira Cruz – Brasil (47min19s)
14º – Gilberto Silvestre Lopes – Brasil (48min01s)
15º – Pascal Mombo Sarwat – Tanzânia (48min13s)
16º – Glenison Gilbert de Carvalho – Brasil (48min34s)
17º – Robison Pereira de Lima – Brasil (49min07s)
18º – Luis Felipe Leite Barboza – Brasil (49min09s)
19º – Carlos Henrique de Souza – Brasil (49min19s)
20º – Laurindo Nunes Neto – Brasil (49min34s)

VEJA A CLASSIFICAÇÃO COMPLETA

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com




  • TricolotPaulista

    A São Silvestre assim como a Fórmula 1 perderam a graça faz muito tempo. Ganham sempre os mesmos. Eu não perco tempo assistindo isso, já sei o resultado final.

  • Wellington Willian Alves Botel

    eu wellington willian alves gomes brasileiro vou ganha essa corrita por nois brasil