Gazeta Esportiva |

Federação Internacional de Remo aprova qualidade da água da Lagoa

Em Mais Esportes, Olimpíadas 2016
Publicado em 03/11/2015 21:35:17 Compartilhe
RJ 04-08-2015. Especial - Estádio de Remo da Lagoa. Fotógrafo: Marcelo Horn
Rodrigo de Freitas recebeu evento-teste em agosto, com poucas incidências de doenças entre os atletas (Foto: Marcelo Horn/Governo do Rio)

Por meio de um comunicado oficial, a Federação Internacional de Remo (Fisa) aprovou as condições da água da Lagoa Rodrigo de Freitas, que irá receber as competições de remo e canoagem velocidade durante os Jogos Olímpicos de 2016.

Para tal pronunciamento, a entidade levou em conta o baixo número de incidência de doenças entre os atletas que disputaram o Mundial Júnior de remo, evento-teste no local em agosto. Das 54 federações que participaram da competição, apenas 13 relataram casos de doenças entre seus atletas (de um a cinco).

“Quando há uma viagem em grupo para outro país, sempre há um risco maior de contaminação”, afirmou Matt Smith, diretor executivo da Fisa. “Isso pode acontecer por razões variáveis, como a alimentação diferente, o impacto dos longos voos ou o efeito dos novos ambientes e viagens com um grande número de pessoas. A incidência de doença no Mundial Júnior disputado no Rio foi menor do que muitos outros campeonatos de juniores”.

A qualidade da água da Lagoa vinha sendo motivo de preocupação para o comitê organizador dos Jogos, que estabeleceu testes diários na semana que antecedeu o evento-teste para detectar a presença se bactérias, segundo recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Comente