Gazeta Esportiva |

Comitê dos EUA desmente suspensão a Lochte por falso assalto

Em Mais Esportes, Natação, Olimpíadas 2016
Atualizado em 19/08/2016 - 20:03:24 Compartilhe
São Paulo , SP
Polícia Civil do Rio de Janeiro concluiu que os nadadores americanos forjaram um assalto (Foto: Martin Bureau/AFP)
Polícia Civil do Rio de Janeiro concluiu que os nadadores americanos forjaram um assalto (Foto: Martin Bureau/AFP)

O Comitê Olímpico dos Estados Unidos desmentiu uma reportagem da CNN em que apontava uma punição ao nadador Ryan Lochte por ter inventado ser vítima de um assalto no Rio de Janeiro, sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Nesta sexta-feira, o canal de notícias norte-americano havia informado que o atleta sofreria uma suspensão, sem tempo determinado.

“Isso não é absolutamente verdade”, declarou o porta-voz do Comitê Olímpico dos Estados Unidos, Mark Jones, à agência de notícias Reuters.

Na última quinta-feira, o comitê norte-americano divulgou nota oficial se desculpando pelo comportamento de seus nadadores pelo suposto assalto na capital fluminense. Além de Ryan Lochte, James Feigen, Jack Conger e Gunnar Bents estiveram envolvidos no caso.

Com 32 anos, Ryan Lochte é considerado um astro da natação norte-americana e detém seis medalhas de ouro em Olimpíadas, sendo uma delas conquistada no Rio de Janeiro ao integrar o quarteto campeão do revezamento 4x200m livre.

Comente