Gazeta Esportiva |

Bicampeã olímpica, Sheilla anuncia aposentadoria da Seleção

Em Mais Esportes, Olimpíadas 2016, Vôlei
Publicado em 17/08/2016 02:13:20 Compartilhe
São Paulo , SP

Acabou o sonho do tri… O esporte é assim, tem vezes que vc dai vitorioso e outras não. Eu dediquei os últimos 14 anos da minha vida a seleção, tenho orgulho de tudo que fiz pela seleção, pelo volei, pelo Brasil. Hoje é um dia muito triste pra mim, não só pela eliminação, mas pq meu último jogo pela seleção não foi como eu queria, não era pra ser hoje. Gente, se vcs soubessem o quanto amo volei, o quanto vivi volei desde que conheci este esporte, vcs entenderiam o que estou sentindo em anunciar minha aposentadoria da seleção. Mas infelizmente pra mim deu. Vou sofrer de ficar longe disso daqui, das meninas, da comissão, do desafio que é defender o país. Do friozinho na barriga que senti a cada jogo. Desde 2002 que foi a primeira vez que participei da seleção adulta até hoje dei 100% em tudo, deixei família, namorado, marido, amigos de lado e vivi intensamente isso aqui. E como foi bom! Obrigada Brasil pelo carinho que sempre tive vindo de vcs, obrigada família e amigos por entenderem que volei tinha prioridade na minha vida e por me apoiarem sempre. Obrigada lindinho por ter estado ao meu lado este último ano que com certeza foi o mais difícil da minha vida de atleta e vc me ajudou a dar a volta por cima. Obrigada Ze, comissão e atletas por acreditarem sempre em mim. Fiz tudo que eu podia, e com muita tristeza não foi o suficiente pro tri. Mas saio daqui com cabeça erguida, e com a certeza que tentamos de tudo! Meninas vcs são show, fui muito feliz com vcs aqui! E sei que vcs vão continuar dando muito orgulho pro Brasil!

Uma foto publicada por Sheilla Castro (@sheillacastro) em

Bicampeã olímpica, a oposto Sheilla usou as redes sociais para anunciar a aposentadoria da Seleção Brasileira de vôlei na madrugada desta quarta-feira, após a eliminação da equipe nacional nas quartas de final das Olimpíadas do Rio de Janeiro. No Maracanãzinho, o time comandado por José Roberto Guimarães sucumbiu diante da China, por 3 sets a 2, com parciais de 15/25, 25/23, 25/22, 22/25 e 15/13.

Com 33 anos, Sheilla Castro defendeu o Brasil durante 14 anos, período em que ajudou a Seleção a vencer os Jogos de Pequim 2008 e Londres 2012, principais conquistas do time verde e amarelo.

“Acabou o sonho do tri… O esporte é assim, tem vezes que você sai vitorioso e outras não. Eu dediquei os últimos 14 anos da minha vida à Seleção, tenho orgulho de tudo que fiz pela Seleção, pelo vôlei, pelo Brasil. Hoje é um dia muito triste pra mim, não só pela eliminação, mas porque meu último jogo pela Seleção não foi como eu queria, não era pra ser hoje”, lamentou a oposto em sua conta no Instagram.

Campeã em Pequim 2008 e Londres 2012, Sheilla anuncia aposentadoria da Seleção Brasileira (Foto: Kirill Kudryavtsev/AFP)
Campeã em Pequim 2008 e Londres 2012, Sheilla anuncia aposentadoria da Seleção Brasileira (Foto: Kirill Kudryavtsev/AFP)

“Gente, se vocês soubessem o quanto amo vôlei, o quanto vivi vôlei desde que conheci este esporte, vocês entenderiam o que estou sentindo em anunciar minha aposentadoria da Seleção. Mas infelizmente pra mim deu. Vou sofrer de ficar longe disso daqui, das meninas, da comissão, do desafio que é defender o País. Do friozinho na barriga que senti a cada jogo”, prosseguiu.

Com a derrota, a Seleção Brasileira feminina deu adeus ao sonho do tricampeonato olímpico, que seria especial, principalmente, pelo fato de as Olimpíadas serem sediadas no Rio de Janeiro. A China, por sua vez, já passa a pensar na Holanda, adversária da semifinal, que está marcada para esta quinta-feira, às 22h15 (de Brasília). O outro confronto valendo vaga na final reúne Estados Unidos e Sérvia.

Comente