Gazeta Esportiva |

Bach exalta superação brasileira e homenageia refugiados em discurso no Rio 2016

Em Olimpíadas 2016
Atualizado em 06/08/2016 - 02:27:10 Compartilhe
São Paulo , SP
Thomas Bach foi muito aplaudido na cerimônia de abertura dos Jogos (Foto: Mark HUMPHREY/AFP)
Thomas Bach foi muito aplaudido na cerimônia de abertura dos Jogos (Foto: Mark HUMPHREY/AFP)

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, foi ovacionado em seu discurso na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O mandatário iniciou com um “boa noite”, em português, exaltou a superação brasileira em realizar a competição em meio a uma crise política e parabenizou os refugiados, que fazem parte do primeiro time olímpico dos refugiados.

“Esse é o momento da Cidade Maravilhosa. É a primeira Olimpíada na América do Sul, vão do Brasil para o mundo inteiro. Vocês transformaram a maravilhosa Rio de Janeiro em uma metrópole moderna e a fizeram ainda mais bonita”, exaltou Bach. “Nossa admiração por vocês é ainda maior, pois fizeram isso em uma época difícil da história do Brasil. Nós sempre acreditamos em vocês”, acrescentou.

A cerimônia contou com o discurso de Carlos Arthur Nuzman, presidente do COB, que também foi muito aplaudido. Já o presidente em exercício, Michel Temer, deu o início aos Jogos, mas a reação do público se dividiu entre aplausos e vaias.

“Estamos vivendo em um mundo em crise. Essa é nossa resposta olímpica. Os melhores atletas do mundo vivendo em paz e competindo. Compartilhando refeições e emoções”, disse. “Nesse mundo olímpico somos todos iguais. Respeitem vocês. Respeitem os outros. Isso faz os Jogos Olímpicos algo único”, completou.

O presidente do Comitê Olímpico Internacional também parabenizou os refugiados. Pela primeira vez na história dos Jogos Olímpicos refugiados fazem parte de uma equipe para a disputa da competição.

“Vocês estão mandando uma mensagem de esperança aos milhões de refugiados do mundo”, finalizou Bach, em um discurso ovacionado pelo público.

Após as falas, Bach homenageou o ex-atleta e presidente do comitê olímpico do Quênia, Kipchoge Keino. O medalhista olímpico se mostrou muito emocionado em receber o prêmio e pregou o poder da educação por um mundo melhor.

Comente