Motor

Aos 39 anos, Kimi projeta mais temporadas na F1: “Ainda me divirto”

São Paulo , SP
22/10/2018 18:09:19

Em: Bastidores, Fórmula 1, Motor, Notícias
Raikkonen venceu o GP dos Estados Unidos (Foto: Mark Thompson/Getty Images/AFP)

Com a vitória no GP dos Estados Unidos, no último domingo, Kimi Raikkonen encerrou um jejum de cinco anos sem ganhar uma prova na Fórmula 1. Além disso, o finlandês de 39 anos se tornou o piloto mais velho a vencer uma corrida na categoria desde Nigel Mansell, em 1994. O momento parece ter renovado as energias do “homem de gelo”, que projetou mais temporadas disputando a F1.

“Eu posso estar ficando velho, mas ainda estou bem. Talvez o suficiente para ficar mais alguns anos (na Fórmula 1). Acho que fomos muito consistentes em diversos aspectos neste fim de semana. E ainda me divirto e estou aqui para tentar vencer. Eu sempre tento, mas não é fácil, ou todos conseguiriam”, disse o piloto.

O triunfo, contudo, foi tarde, já que a Ferrari optou por não prolongar seu contrato, preenchendo a vaga para 2019 com o francês Charles Leclerc. Diante desse cenário, Kimi trocou a escuderia italiana pela Sauber, equipe em que exaltou o desafio de defender.

“Eu acho que as pessoas não compreendem que estou feliz com o meu futuro e para onde estou indo. Eu tive meu tempo com a Ferrari, venci muitas corridas e também o campeonato com eles. Como piloto, quero desafios novos, coisas novas. E isso me deixa muito feliz de ir para lá”, afirmou.

A Fórmula 1 retorna às ações já no próximo final de semana, no México, com corrida marcada para às 16h10 (horário de Brasília) do domingo.