Vôlei

Sesi Bauru anuncia contratação da central Mayhara

São Paulo , SP
15/06/2019 10:07:00

Em: Mais Esportes, Paulista Feminino de Vôlei, Superliga Feminina de Vôlei, Vôlei

O Sesi Vôlei Bauru segue se reforçando para a temporada 2019/2020 e trouxe de volta para a cidade natal, a central Mayhara. A bauruense é a quarta contratação do time, que já havia confirmado a levantadora Dani Lins, a oposta azeri Polina Rahimova e a ponteira americana Sarah Wilhite.

Mayahara está de volta à sua cidade natal (Foto: Divulgação)

Mayhara Francini da Silva tem 1,85 m, 30 anos começou a dar os primeiros passos no vôlei durante as aulas de Educação Física ainda no ensino fundamental em Bauru. “A aula que eu mais gostava era voleibol e minha família sempre me incentivou a fazer esportes pela minha altura, pois sempre fui alta. Então, meus pais me levaram pra fazer escolinha de vôlei e depois passei em um teste na Associação Luso Brasileira de Bauru, onde fiquei um tempo jogando os campeonatos pela categoria de base”, recorda a atleta.

Mayhara defendeu a Luso até os 17 anos, quando deixou Bauru rumo a São José dos Campos para atuar em um clube da cidade. “Joguei em um clube de São José dos Campos por dois anos no juvenil e adulto. Depois fui participar da minha primeira Superliga, em Belo Horizonte, pelo Mackenzie”, detalha a central.

A partir daí sua carreira deslanchou e a atleta teve passagens por clubes de destaque do cenário nacional do voleibol, como o Finasa/Osasco – Rio do Sul/Unimed, Praia Clube, Rexona/Ades, Rexona/Sesc e Sesc RJ, sua última equipe antes de transferir-se para o Sesi Vôlei Bauru.

Por clubes foi tricampeã carioca, bicampeã da Copa Brasil, tricampeã da Supercopa, bicampeã sul-americana de clubes, vice-campeã mundial de clubes e tricampeã da Superliga. Também já atuou pelas seleções brasileiras universitária e adulta.

Para Mayhara, poder voltar a Bauru é importante por vários motivos. “Sempre tive o sonho de voltar e jogar pela minha cidade natal, onde aprendi a jogar vôlei e onde descobri que era o esporte que amava e decidi seguir carreira, além de poder estar ao lado da minha família novamente após muitos anos longe. Por isso, senti que era o momento de voltar. Além disso, o Sesi Vôlei Bauru é uma equipe em crescimento e que está se destacando”, considera a central.