Djokovic vence Shapovalov e buscará seu 20º Grand Slam na final de Wimbledon

AFP - São Paulo,SP

09-07-2021 16:59:22

Novak Djokovic avançou à final de Wimbledon, nesta sexta-feira, ao eliminar o canadense Denis Shapovalov (12º) por 3 sets a 0, com parciais de 7-6 (7/3), 7-5 e 7-5. O sérvio enfrentará no domingo o italiano Matteo Berrettini, que superou Hurkacz, em sua tentativa de igualar o recorde de 20 títulos de Grand Slams, que pertence a Roger Federer e Rafael Nadal.

O sérvio, número 1 do mundo, lutará por seu 6º título em Wimbledon, em sua sétima final na grama londrina. No total, ele disputará sua 30ª final de major.

A vitória desta sexta-feira é a 20ª consecutiva em Wimbledon após seus dois títulos em 2018 e 2019. Foi, também, seu 20º triunfo seguido em um Grand Slam após as campanhas vitoriosas no Aberto da Austrália e Roland Garros.

Novak Djokovic durante partida desta sexta-feira em Wimbledon. (Foto: AELTC/David Gray/POOL/AFP)

O triunfo no domingo não serviria apenas para deixar Djokovic empatado com Federer e Nadal com 20 títulos do Grand Slam.

Sagrando-se campeão, ele precisará apenas do título do US Open para se tornar o terceiro tenista da história – e o primeiro desde 1969 – a vencer os quatro torneios do Grand Slam.

“O placar [com uma vitória em três sets] não reflete a dificuldade da partida. Faltou um pouco de sorte a ele [Shapovalov] no primeiro set e ele foi melhor durante quase todo o segundo”, analisou o sérvio de 34 anos.

“Eu dou tudo, especialmente nesta fase de um torneio assim. Desistir nunca é uma opção”, disse.

Após lutar durante os três sets, Shapovalov deixou a quadra com lágrimas de frustração e não teve sorte no desfecho de nenhum deles.

Denis Shapovalov chora após a eliminação no Torneio de Wimbledon. (Foto: Glyn Kirk/AFP)

“Gostaria de lhe dar uma grande salva de palmas por tudo o que fez hoje e também por estas duas semanas. Vamos vê-lo muito no futuro, ele é um grande tenista”, acrescentou Djoko.

“Novak é um cara incrível. Não acho que ele seja elogiado o suficiente. Ele veio até mim no vestiário, apenas disse algumas palavras. Para mim, significa muito. Ele realmente não precisa”, retribuiu Shapovalov.

No tie break do primeiro set, o tênis ultra-ofensivo e arriscado do canadense cobrou seu preço: três erros e uma dupla falta no set point, para dar a Djokovic a vitória no set.

Nos dois seguintes chegaram a 5-5, antes de Djokovic conseguir vencer e, então, conquistar os dois sets por 7-5.

Deixe seu comentário