Gazeta Esportiva |

Surfe, beisebol e outros seis esportes disputam vaga nas Olimpiadas de 2020

Em Bastidores, Mais Esportes, Olimpíadas 2016
Publicado em 22/06/2015 14:44:00 Compartilhe
GazetaEsportiva.net - Tóquio - Japão

Os organizadores dos Jogos Olímpicos de 2020, que serão realizados em Tóquio, escolheram oito de 26 modalidades inscritas neste mês para fazer parte das Olimpíadas. Os esportes surfe, caratê, beisebol, softbol, boliche, squash, patinação, escalada esportiva e a arte marcial chamada wushu têm até agosto para realizar apresentações ao comitê. A partir daí, os membros devem fazer recomendações ao Comitê Olímpico Internacional (COI), que divulgará em agosto de 2016 os eleitos para integrar o programa olímpico em 2020, pouco antes do início da Olimpíada do Rio.

“É um grande dia para o nosso esporte”, disse o presidente da Confederação Mundial de Beisebol e Softbol, Riccardo Fraccari. “Hoje o beisebol e o softbol – e os milhares de atletas e torcedores que chamam isto de esporte – alcançaram a primeira base”, acrescentou fazendo uma alusão à forma de pontuação das duas modalidades, que têm por objetivo conquistar as bases ao longo da partida.

Outro esporte incluído na lista dos que serão avaliados pelo COI é o squash. “Estamos confiantes que o squash deve trazer algo especial para a programação dos Jogos Olímpicos”, observou a presidente da Federação Mundial de Squash Narayana Ramachandran.

Já o surfe, que vem ganhando mais espaço e divulgação principalmente com os Mundiais da categoria, pode alcançar um novo patamar em sua história ao ser reconhecido como modalidade olímpica. “É um passo significante para nós. Com os novos parques de surfe que têm revolucionado nosso esporte, estamos confiantes que é o momento perfeito para que o surfe alcance o status de esporte”, comentou o presidente Fernando Aguerre da Associação Internacional de Surfe.

As modalidades descartadas para entrar no programa olímpico foram: esportes aéreos, futebol americano, bowls (similar à bocha), bridge (jogo de cartas), xadrez, dança esportiva, floorbol (parecido com o hóquei), frisbee, corfebol, netbol, orientação, polo, raquetebol, sumô, cabo de guerra, mergulho submarino, esqui aquático e wakeboard.

Fujio Mitarai, que presidiu o júri responsável por eleger os oito esportes que teriam mais uma chance de integrar as Olimpíadas, afirmou que é importante observar se a modalidade tem o apoio das gerações mais jovens e se tem uma população grande o representando em todo o mundo.

Comente