Gazeta Esportiva |

Equipe dos EUA diz que água pode não ter causado doença entre remadores

Em Mais Esportes, Olimpíadas 2016
Atualizado em 11/08/2015 - 13:02:27 Compartilhe
São Paulo , SP

Após membros da equipe norte-americana de remo deixarem o Rio de Janeiro apresentando problemas estomacais, o diretor-executivo da entidade que regula o esporte nos Estados Unidos, Glenn Merry, disse à agência de notícias Reuters ser cedo para afirmar que a água é culpada por 15 atletas terem adoecido. Na última semana, foi realizado o Mundial Júnior de Remo, que serviu como evento-teste para os Jogos Olímpicos de 2016, na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro.

“Nossa equipe vai rever os detalhes das doenças para avaliar as áreas de risco e protocolo futuro. Seria fácil, mas irresponsável de nossa parte imediatamente assumir que o local de remo é o ponto principal ou única exposição que causou as doenças”, declarou Merry à Reuters em comunicado.

O dirigente ainda revelou que essa não foi a primeira vez que o time de remo dos Estados Unidos sofreu com doenças no exterior. De acordo com Merry, o fato de os treinadores também terem passado mal pode ser um indicativo de que a água pode não ser a real causa dos problemas estomacais. Por fim, ele ainda contou que o único remador que caiu na Lagoa e engoliu água não adoeceu.

O comitê organizador do Rio 2016, via assessoria de imprensa, comunicou à Reuters que os atletas muito provavelmente tiveram a “diarreia do viajante”, já que o posto médico do local atendeu 14 pessoas de diversos países logo no início do evento. Ainda de acordo com o comitê, todos os remadores foram tratados e competiram.

Segundo Glenn Merry, 15 remadores dos Estados Unidos passaram mal durante o Mundial Júnior (Foto: Alex Ferro/ Rio 2016)
Segundo Glenn Merry, 15 remadores dos Estados Unidos passaram mal durante o Mundial Júnior (Foto: Alex Ferro/ Rio 2016)

Comente