Brasileiro destaca volta por cima e 'estudo' para superar campeão mundial

São Paulo, SP

27-08-2015 15:52:50

O judoca Victor Penalber conquistou, nesta quinta-feira, a primeira medalha da carreira em um Campeonato Mundial, e a segunda do Brasil em Astana (Cazaquistão). O carioca de 25 anos bateu o georgino Avtandili Tchkirishvili e levou o bronze na categoria dos meio-médios (até 81 kg).

Após a subida ao pódio, Penalber ressaltou a superação. Nos últimos dois mundiais, o atleta sequer chegou perto das primeiras colocações, ficando em nono no Rio 2013 e em sétimo em Chelyabinsk 2014.

“Foi uma superação não só nessa competição mas em relação aos últimos Campeonatos Mundiais. No primeiro, eu saí na terceira rodada. Ano passado, perdi na repescagem. E este ano consegui uma medalha. Então, estou muito feliz por estar a cada ano melhorando um pouquinho, evoluindo. Esse tem que ser o nosso objetivo”, avaliou.

Depois de quatro vitórias por ippon nas fases anteriores, Penalber sabia das dificuldades que teria contra Avtandili Tchkirishvili na disputa pelo bronze. O georgino, afinal, é o atual detentor do título dos meio-médios. Por isso, foi alvo de muito estudo por parte do brasileiro.

“Eu só pensei que ia ter que fazer muita força, que ia ser uma luta muito dura. Eu vinha estudando alguns adversários e o atual campeão mundial (Tchkirishvili) era um dos nomes na lista. Consegui impor a estratégia que eu pensei de movimentação, de controlar bem a luta e garanti essa medalha”, contou Victor.

Deixe seu comentário