Atletismo/Corrida Internacional de São Silvestre

Atual campeã, queniana traz família ao Brasil para 90ª São Silvestre

André Sender e Bruno Ceccon - São Paulo, SP - Brasil
29/12/2014 14:40:00

Em: Atletismo, Corrida Internacional de São Silvestre, Mais Esportes

A queniana Nancy Kipron, atual campeã da Corrida Internacional de São Silvestre, está entre as favoritas para vencer a 90ª edição da prova, disputada nesta quarta-feira em São Paulo. Acostumada a correr no Brasil, ela já fala algumas palavras de português e desta vez viajou ao País acompanhada de sua família.

Nancy chegou a São Paulo na noite deste domingo, com sua filha Victoria, de cinco anos de idade, e o marido Joseph, para mostrar à família o País em que costuma brilhar nas provas de corrida de rua. Este ano, a corredora queniana já conquistou o bicampeonato da Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro.

“Não tenho problemas de correr no calor aqui no Brasil, tenho uma adaptação muito boa. Eu conheço bem a São Silvestre, já participei da prova muitas vezes e gosto muito. Este ano ela será muito boa com muitas atletas fortes no feminino e acho que terei uma competição muito dura”, afirmou a queniana.

Kipron conquistou a São Silvestre pela primeira vez na carreira em 2013, depois de superar problemas psicológicos. Em edições anteriores da prova, ela chegou como favorita, mas não conseguiu concretizar as boas expectativas. Em 2012, acabou na oitava posição. Em 2011, ano em que chorou antes da largada, ficou na 13ª colocação.

Nancy Kipron chegou ao Brasil para a São Silvestre com a filha Victoria, de cinco anos de idade,
Nancy Kipron chegou ao Brasil para a São Silvestre com a filha Victoria, de cinco anos de idade, – Credito: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Em 2014, a principal concorrente de Nancy Kipron ao título da São Silvestre será sua compatriota Priscah Jeptoo, medalha de prata na maratona dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e no Mundial de Atletismo de Daegu 2011. Ela também venceu a prova em São Paulo em 2011.

“Este ano será diferente porque as competidoras são muito fortes. Vou correr contra atletas que têm medalhas em Campeonatos Mundiais e preciso tentar meu melhor. No ano passado ganhei com 51min58s, e acho que este ano é possível fazer uma marca em torno de 50min”, explicou Kipron.

A Corrida Internacional de São Silvestre será disputada nesta quarta-feira, 31 de dezembro, pela 90ª vez consecutiva. A largada ocorrerá na Avenida Paulista, na altura da Rua Frei Caneca. A chegada, 15km depois, na mesma via, em frente ao edifício da Fundação Cásper Líbero.