PSG tenta acordo com Barcelona para baratear negociação

São Paulo, SP

27-07-2017 09:40:25

A novela sobre a contratação de Neymar pode estar em seus últimos capítulos. Segundo a imprensa francesa, o Paris Saint-Germain já encaminhou um contrato ao jogador e ao Barcelona, que aceitaram as condições, mas está em busca de entrar em um acordo com os espanhóis para tentar diminuir a multa rescisória do craque.

O que antes parecia ser loucura, hoje está próximo de se tornar realidade. Os parisienses estão realmente focados na negociação com o Barça para levarem o brasileiro ao Parque dos Príncipes. A questão é que, definido o contrato para o jogador, que inclui um salário de 30 milhões de euros (aproximadamente 111 milhões de reais) e um vínculo de cinco anos, o PSG passou agora a tentar baratear o custo da operação.

Sendo assim, os espanhóis esperam que o time de Barcelona faça uma transição direta com o clube francês, retirando a carga de "multa rescisória", para que se torne uma venda, sem que as taxas sobre a transação sejam cobradas. Existia a possibilidade de o PSG transferir o dinheiro à Neymar, para que o atleta pague a própria multa, mas isso faria com que os franceses tivessem que pagar outra taxa próxima de 50% do valor da negociação. Neste caso, o Paris negou a possibilidade.

Leia mais: 

Neymar garante vitória do Barcelona diante do Manchester United 

De acordo com o jornal francês "L'Equipe", "tudo parece apontar, ou quase isso, para fechar a transferência do século". A matéria diz que o Barcelona e Neymar estão de acordo com as questões contratuais definidas pelo Paris e que isso pode facilitar para que a transação ocorra. O problema é que o Barça não deixou de ressaltar que não quer ficar sem o atleta.

O presidente do time catalão Bartomeu afirmou que, infelizmente, a palavra final é do jogador. “Você sabe que o Neymar é um de nossos melhores jogadores, e nós não queremos perder este jogador. Nós queremos que ele continue com a gente, já que ele ainda tem quatro anos de contrato. Mais nada a dizer. Você sabe que jogadores decidem que eles querem sair, eles podem decidir isso. Mas, pelo lado do Barcelona, nós o queremos. Precisamos dele, porque, se quisermos vencer, precisamos dos melhores jogadores possíveis”, disse, em entrevista ao The New York Times.

Deixe seu comentário