Futebol/Copa das Confederações

Low admite favoritismo para a Copa, cutuca Vidal e celebra novas opções

São Paulo , SP
02/07/2017 18:34:26

Em: Alemanha, Copa das Confederações, Futebol

A Alemanha celebra neste domingo, mas planeja uma festa muito maior daqui a um ano. Já de olho na Copa do Mundo de 2018, que também será na Rússia, o técnico Joachin Low admitiu o favoritismo germânico, celebrou a conquista com novos atletas e ainda cutucou o volante chileno Arturo Vidal.

“Sempre somos favoritos, em qualquer campeonato. Isso é sempre falado, não será a primeira vez. No entanto, vencer a Copa das Confederações e a Euro Sub-21 não dão garantias que ganharemos a Copa do Mundo. No Mundial há muitos candidatos, todo jogo tem que estar 100% focado. Temos que saber lidar com isso, não temos problema de ser chamado de favoritos”, disse o treinador, antes de comentar sobre o que achou do país sede.

“A Rússia tem sido uma grande anfitriã. Vimos excelentes condições, esse torneio foi muito bem organizado. É um país muito interessante”, completou.

Antes da final, Arturo Vidal concedeu entrevista coletiva e afirmou que, se o Chile vencesse a Alemanha na final do torneio, se consagraria como o melhor time do mundo. Campeão, Low não teve papas na língua para responder o chileno.

“Arturo Vidal disse que se vencesse o campeonato, o Chile seria o melhor time do mundo. A Alemanha ainda é o melhor do mundo, ganhou a Copa e agora a Copa das Confederações. É incrível. Jogadores com tão poucas partidas internacionais jogaram num elevado nível de qualidade”, disse o treinador, que convocou atletas com uma média de apenas 23 anos para a disputa da competição.

“Grandes jogadores ficaram em casa. Agora, criamos alternativas. Esse era o meu objetivo. Minha prioridade é desenvolver novos talentos, quero dar experiência a eles. Isso que tentamos atingir”, concluiu.