Gazeta Esportiva

Kaká se machuca, e dirigente do Orlando City reclama de Seleção Brasileira

São Paulo, SP

10/09/15 | 18:40

Brazil's Kaka (R) controls the ball in front of Costa Rica's Johnny Acosta during the friendly match between Brazil and Costa Rica September 5, 2015 at Red Bulls Arena in Harrison, New Jersey. AFP PHOTO/DON EMMERT
Meia representou o Brasil nos amistosos contra Costa Rica e EUA, e voltou para Orlando com lesão muscular (Foto: Don Emmert/AFP)

Nesta quinta-feira, o Orlando City confirmou uma contusão do meia Kaká depois de retornar da Seleção Brasileira para disputar os amistosos contra Costa Rica e Estados Unidos. O craque e capitão da equipe da Flórida sofreu uma lesão muscular, da qual comissão técnica e dirigentes não deram detalhes.

O gerente e futebol dos Lions, Paul McDonough, deu seu pronunciamento num tom de revolta. Afinal, segundo ele, Kaká jamais apresentou qualquer tipo de problema desde que foi contratado. O dirigente deu a entender que a culpada pelo incidente foi a Seleção Brasileira.

“Nós estamos incrivelmente desapontados, tanto pelo Kaká quanto pelos torcedores. Ele disputou 25 jogos pelo clube nesta temporada – mais de 2100 minutos – sem maiores problemas ou preocupações. Por outro lado, ele participou de uma sessão de treinamento e uma partida pela Seleção Brasileira e está machucado”, esbravejou McDonough.

Kaká não foi o único a voltar contundido para seu clube após jogar os amistosos nos Estados Unidos. O zagueiro Miranda, da Internazionale, e o lateral direito Danilo, do Real Madrid, também apresentaram lesões, no joelho e no pé direito, respectivamente.

O capitão do Orlando City começa tratamento já nesta quinta-feira e não tem previsão de volta. Além disso, se algo grave for constatado, o jogador pode ficar de fora das convocações de Dunga para os dois primeiros compromissos do Brasil nas Eliminatórias da Copa de 2018, contra Chile e Venezuela, nos dias 8 e 13 de outubro.

Deixe seu comentário