Futebol/Primeira Liga

Inter perde em casa para o Galo e é eliminado da Primeira Liga

Do correspondente Eduardo Bertuol - Porto Alegre , RS
30/08/2017 21:30:22 — 31/08/2017 00:01:53

Em: Atlético-MG, Futebol, Internacional, Primeira Liga

Na noite desta quarta-feira, o Atlético-MG venceu o Internacional no estádio Beira-Rio e eliminou o time gaúcho da Primeira Liga. O magro placar de 1 a 0 garantiu classificação da equipe mineiro para as semifinais do torneio. O único gol da partida foi marcado por Clayton ainda no primeiro tempo.

O destaque da partida foi o goleiro Giovanni que realizou defesas fantásticas e garantiu a classificação do Atlético-MG.

O técnico Guto Ferreira montou uma equipe com reservas, mas manteve no banco de reservas cinco titulares (Klaus, Uendel, Claudio Winck, Edenílson e Eduardo Sasha). No Galo, o técnico Rogério Micale optou por um time misto. As principais novidades foram Fred e Robinho no ataque. A partida foi marcada pelo reencontro do meia Valdivia e do atacante Carlos com os ex-clubes.

O Atlético-MG vai enfrentar, no sábado, às 19h (de Brasília), o Paraná, que despachou o Flamengo após vencer nos pênaltis por 4 a 3, após 1 a 1 no tempo regulamentar.

Clayton marcou o gol da classificação do Galo (Foto: Divulgação/Atlético-MG)

O jogo – Com 10 segundos de partida, o meia Valdívia recebeu a bola no meio de campo e um sonoro “uhhhh” vaiava o ex-colorado. Tal performance da torcida colorada foi repetida toda vez que o jogador pegava a bola. Algumas vezes, a vaia era seguida de uma celebração quando Valdívia perdia a posse da redonda.

Aos 5 minutos, o atacante colorado Carlos fez bela jogada pela esquerda e cruzou para a área. A bola foi afastada pela zaga mineira, mas, no rebote, Charles arriscou de fora de área e bola explodiu no braço da marcação. Na cobrança da falta, na entrada da área, o meia Camilo mandou na barreira.

Com muitos passes errados, os dois times mostravam a falta de entrosamento entre os jogadores. A primeira chegada perigosa ocorreu aos 18 minutos. Após cruzamento para a área, a zaga mineira afastou para o lado. A bola sobrou para Nico López, na direita, que ergueu novamente na área. Mesmo marcado, o atacante Carlos subiu e cabeceou tirando tinta do travessão.

As principais jogadas coloradas eram armadas pelo artilheiro colorado em 2017, Nico López. O uruguaio mostrava disposição, voltava para ajudar na marcação, recuperava bolas e lançava jogadores ao ataque.

Aos 27 minutos, a zaga do Galo afastou mal um cruzamento e Nico ficou com a bola dentro da área, mas o momento da conclusão, o jogador carimbou o zagueiro Bremer. Um minuto depois, o uruguaio arrancou pelo meio e lançou o Carlos, contudo o atacante se atrapalhou e esqueceu a bola para trás. Em lançamento na esquerda para Robinho, o jogador cruzou para a área e Valdívia dividiu com Danilo Silva. Na sobra, Leonan chutou prensado com o zagueiro colorado e a bola passou perto do gol colorado.

Dois minutos depois, Marcelo Lomba salvou o Internacional. Em bela tabela entre Fred e Robinho, o primeiro recebeu livre na área e tentou cruzar rasteiro para a pequena área, mas no meio do caminho, Danilo Silva tenta cortar e obrigou o arqueiro colorado a fazer uma bela defesa. O gol mineiro veio de uma troca de passes paciente entre os jogadores. Os atletas rodaram a bola da entrada da área da esquerda para direita até chegar em Clayton. O atacante carregou e arriscou de fora da área, mandando a redonda para o fundo das redes.

Após sofrer o tento, o Inter se jogou para o ataque. Em cobrança de falta, no lado esquerdo de ataque, Camilo cobrou direto e Giovanni conseguiu salvar o Galo mandando para escanteio. Minutos depois, o Nico López recebeu na esquerda da área, carregou para o meio e chutou com força. Mais uma vez, o goleiro mineiro salvou o time mandado a bola para escanteio.

Segundo tempo – O Internacional voltou do vestiário para a segunda etapa reforçado. O técnico Guto Ferreira tirou o Alex Santana e colocou o titular Edenílson. Já o Atlético-MG retornou a campo com a mesma equipe que terminou a primeira etapa. Os dois times retornaram buscando bastante o ataque. Aos 2 minutos, Valdívia carregou a bola até perto da área e concluiu ao gol, mas subiu muito.

Aos 4 minutos, Edenílson lançou Carlos na área, o atacante foi derrubado pelo goleiro Giovanni, mas o árbitro mandou o lance seguir. A torcida colorada reclamou bastante da decisão do juiz. Em outro lançamento, Carlos recebeu livre dentro da área, mas demorou para concluir. A marcação chegou a tempo para atrapalhar a finalização do atacante colorado. O chute acabou saindo fraco, fácil para a defesa do goleiro Giovanni.

Depois do lance, Guto Ferreira resolveu tirar Carlos e Eduardo Sasha. O técnico reforçava a equipe com jogadores titulares. Aos 20 minutos, em bela jogada organizada por Robinho, o atacante Fred perdeu um gol inacreditável. Após ser lançado na direita de ataque, Robinho tocou para Clayton e recebeu de volta. Mesmo podendo concluir a gol, o jogador optou pelo passe para Fred, que estava livre. Contudo, o atacante chutou para fora, desperdiçando uma boa oportunidade de ampliar o marcador.

Um minuto depois, o Internacional respondeu com força. Depois de cruzamento para a área, o atacante colorado Eduardo Sasha subiu cabeceando no canto esquerdo de ataque. O goleiro Giovanni teve que se esticar para mandar a bola para escanteio. Em bate-rebate, o Inter quase empatou. Após Edenílson cobrar falta para a área, o atacante uruguaio Nico López recebeu na direita e chutou ao gol. A bola ia entrando, mas Gabriel, quase em cima da linha, salvou o Galo. No rebote, Roberson concluiu e Bremer conseguiu tirar o perigo da área.

O Internacional desperdiçava chances claras de gol. Em ótima tabela entre Roberson e Camilo, o atacante colorado ficou cara a cara com o goleiro Giovanni e deu um um toquinho na bola, que passou rente à trave esquerda de ataque. Quase o ocorreu o empate do Inter.

O goleiro Giovanni começou a brilhar ainda mais nos minutos finais. Após cruzamento para a área, a zaga do Galo afastou e Eduardo Sasha, pegou de primeira, para a defesa do arqueiro mineiro. No rebote, Nico López cruzou rasteiro e mais uma vez Giovanni salvou. Na sobra, Roberson teve a oportunidade para outra defesa incrível de Giovanni. Um minuto depois, Giovanni contou com a sorte. O atacante uruguaio Nico López arriscou de fora da área, a bola desviou no caminho e explodiu na trave. O Inter ainda pressionou até o minuto final, mas não conseguiu o empate.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 0 X 1 ATLÉTICO-MG
Local: Estádio Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data: 30 de agosto de 2017, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Eli Alves Svideski (SC)
Público: 12.184 (11.174)
Renda: R$ 152.382,00

GOLS
ATLÉTICO-MG: Clayton, aos 39 minuto do primeiro tempo

CARTÕES AMARELOS
ATLÉTICO-MG: Bremer

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Junio, Danilo Silva, Ernando e Iago; Charles, Alex Santana (Edenílson), Camilo, Carlos (Eduardo Sasha) e Nico López; Joanderson (Roberson)
Técnico: Guto Ferreira

ATLÉTICO-MG: Giovann, Marcos Rocha, Bremer, Gabriel e Leonan (Mansur); Roger Bernardo, Yago, Valdívia (Ralph) e Clayton (Marlone); Robinho e Fred.
Técnico: Rogério Micale