Ministro turco confirma 38 mortos e 136 feridos em atentados

São Paulo, SP

11-12-2016 11:27:28

O ministro do Interior da Turquia, Suleyman Soylu, confirmou neste domingo que 38 pessoas foram mortas nos atentados que ocorreram no sábado, na capital Istambul. Dos 38 mortos, 30 eram policiais. Além disso, há 136 feridos pelas duas explosões. O político turco afirmou ainda que as investigações apontam para autoria do Partido dos Trabalhados do Curdistão (PKK).

Os atentados aconteceram de maneira consecutiva. A primeira explosão foi registrada nas imediações da Arena Vodafone, estádio do Besiktas, cerca de duas horas depois da vitória do time sobre o Bursaspor, pelo Campeonato Turco. A segunda explosão aconteceu pouco tempo depois em uma movimentada praça do centro de Istambul.


O governo da Turquia declarou um dia de luto nacional e o presidente Recep Tayyip Erdogan cancelou a viagem que faria ao Cazaquistão. Em um comunicado, o mandatário turco declarou que “ninguém deve duvidar que, com a vontade de Deus, superaremos o terror, as organizações terroristas e as forças que estão por trás”.

As autoridades turcas estão convencidas de que as explosões tinham como objetivo atingir os policiais e as forças de segurança. “A bomba explodiu em um lugar onde se encontravam nossas forças da polícia”, disse Soylu. O ministro do Interior anunciou que dez pessoas suspeitas de ter relação com os atentados foram presas.

Recentemente, a Turquia vem sendo alvo de ataques do grupo terrorista Estado Islâmico por causa de suas intervenções militares da Síria. Em junho deste ano, 36 pessoas morreram e cerca de 147 ficaram feridas em um atentado no aeroporto internacional Ataturk. Além disso, o país convive com conflitos com o povo curdo, que reivindica independência.

Deixe seu comentário