Argentino que teve câncer reclama do Newcastle: "Senti que estava exilado"

São Paulo, SP

22-03-2016 18:27:47

O argentino Jonás Gutiérrez, meia que também atua como lateral, depôs, em Birmingham, em ação que move contra o Newcastle, seu ex-clube. Ele cobra 2 milhões de libras (R$10,2 milhões) de sua ex-agremiação. O atleta teve câncer de testículo, conseguiu se recuperar, e até voltou a atuar. Ele defende o Deportivo La Coruña, no Campeonato Espanhol.

Leia mais:

Ao tribunal, o jogador afirmou que o tratamento recebido no time inglês não foi bom. "Senti que estava sendo exilado da equipe principal, por conta do meu câncer, e isso foi muito triste", lamentou o sul-americano. Ele ainda completou: "Era o momento de o Newcastle me dar apoio, permitir que eu estivesse junto dos meus companheiros".

Segundo o jornal espanhol As, Gutiérrez afirmou que, no fim de 2013, alguns meses após descobrir a doença, o técnico dos Magpies, Alan Pardew, o comunicou de que ele não fazia parte dos planos da equipe. Jonás não deixou os alvinegros, e acabou voltando a jogar em março de 2015, em partida contra o Manchester United.

Gutiérrez defendeu o Newcastle entre 2008 e 2015, sendo titular em boa parte do tempo. O jogador atuou 205 vezes, marcando 12 gols. Ao fim da última temporada, ele foi liberado pelo time de Saint James Park, e acertou com os espanhóis do La Coruña. O argentino defendeu seu país na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

Deixe seu comentário