Futebol feminino

Depois da conquista da Copa América, Aline Reis fecha com clube espanhol

São Paulo , SP
21/05/2018 13:24:57 — 21/05/2018 13:31:07

Em: Futebol Feminino, Notícias

A sétima conquista da Copa América feminina, que aconteceu em abril deste ano no Chile, deu ainda mais visibilidade para as jogadoras da camisa verde e amarela. Uma delas foi Aline Reis, goleira da Seleção Brasileira, que fechou na manhã desta segunda-feira contrato com a Granadilla Egatesa, do Campeonato Espanhol feminino.

“Estou muito feliz com essa nova oportunidade. Já joguei em times europeus antes, mas essa será minha primeira temporada na Espanha, o que dá um gostinho ainda mais especial”, disse. “Não vejo a hora de mostrar meu jogo para os espanhóis!”.

Granadilla Egatesa, da La Liga feminina, postou sobre a contratação de Aline Reis para a temporada (Foto: Reprodução)

Nos últimos anos, a equipe Granadilla Egatesa, mais conhecida como UDG Tenerife, tem sido referência na La Liga feminina, tendo terminado a última temporada em quarto lugar, atrás de Atlético de Madrid, Barcelona e Athletic Club. “O time tem muita qualidade, excelentes atletas e uma comissão competente, mas o que me chamou mais atenção é a ambição que o time e os dirigentes têm. Eles querem ser os melhores da Espanha e estão dando muito trabalho para times mais tradicionais como Barcelona e Atlético de Madrid”, comentou.

Em junho de 2019, a Copa do Mundo feminina acontecerá na França e, segundo a arqueira, esta temporada (2018-19) é de extrema importância para manter o nível de competitividade e qualidade que uma possível convocação demande. “Eu entendi que, nesta temporada, seria muito importante jogar em uma liga competitiva e de grande visibilidade. O UDG Tenerife mostrou todas as condições necessárias para que eu possa desempenhar o meu trabalho da melhor forma possível. Estou muito satisfeita com a minha escolha”, comemorou.

Com a apresentação no time somente em agosto, Aline Reis treina desde o final da Copa América na Portuguesa, em São Paulo, também aguardando a legalização dos documentos necessários para disputar o Campeonato Brasileiro enquanto estiver no país. Sobre a conquista da Copa América, a goleira foi enfática. “Foi um título importante para o Brasil, pois garantiu vaga para o próximo Mundial, em 2019, e também para as Olimpíadas de Tóquio, em 2020. Somos as melhores da America, mas agora queremos conquistar o mundo também”, finalizou.