Ataque de quero-quero, rasteira e Bill Gates: o treino do Palmeiras

Bruno Calió - São Paulo,SP

03-10-2017 17:48:09

A derrota no clássico contra o Santos e o forte trabalho físico não impediram o bom humor dos jogadores do Palmeiras nesta terça-feira. Na reapresentação da equipe, na Academia de Futebol, os atletas não tiveram contato com a bola e realizaram várias brincadeiras durante as atividades.

Após um aquecimento intenso no gramado, os jogadores se dirigiram para a caixa de areia, e alguns já demonstravam cansaço aparente. Ao passar pelos repórteres, Willian chamou alguns dos jornalistas para se juntarem aos trabalhos, o que foi prontamente negado. Já Michel Bastos afirmou: “Podia ter nascido filho do Bill Gates (risos)”.

O clima positivo seguiu na caixa de areia. No caso, os risos foram motivados pelo zagueiro Yerry Mina. Primeiro, o colombiano passou uma rasteira no venezuelano Alejandro Guerra. Em seguida, levou o compatriota Miguel Borja ao chão, se divertindo com os companheiros.


O camisa 9 ainda foi protagonista da última cena curiosa do treinamento. Quando se dirigiam ao vestiário, Borja e Deyverson provocaram um dos quero-quero no gramado, e o pássaro prontamente atacou a dupla, que correu aos risos.

O Palmeiras volta aos treinamentos nesta quarta-feira, às 15h30 (de Brasília), na Academia de Futebol. Ao contrário, desta terça, haverá coletiva de um dos atletas do elenco alviverde.

O Verdão soma 43 pontos e é o quarto colocado do Campeonato Brasileiro. A equipe do técnico Cuca volta a campo no dia 12, quinta-feira, contra o Bahia, às 21h (de Brasília), no Pacaembu.

Deixe seu comentário