NBB celebra os melhores do ano; confira os vencedores - Gazeta Esportiva - Muito além dos 90 minutos
NBB celebra os melhores do ano; confira os vencedores de cada prêmio

NBB celebra os melhores do ano; confira os vencedores de cada prêmio

Gazeta Esportiva

Por Redação

19/06/2024 às 10:18

São Paulo, SP

A temporada do NBB chegou ao fim com o tricampeonato do Sesi Franca, que superou o Flamengo na série melhor de cinco por 3 a 1. A cerimônia de premiação dos melhores da Liga Nacional de Basquete em 23/24 aconteceu nesta terça-feira, no Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo. Olivinha foi um dos grandes homenageados da noite.

"É uma noite de festa, de celebração e de comemorar mais um NBB concluído. A temporada 2023/24 marcou um recorde de equipes participantes, foram 19. Isso resultou em um recorde de partidas disputadas e de transmissões realizadas. Tivemos um playoff com 16 equipes pela primeira vez, o que acrescentou mais emoção ao campeonato. Tivemos a Copa Super 8, com uma festa linda na final entre Flamengo e Unifacisa, no Maracanãzinho. Tivemos Jogo das Estrelas aqui no Ibirapuera. E chegamos à final da competição com o Sesi Franca como tricampeão seguido do NBB", disse o presidente da LNB, Rodrigo Franco Montoro.

Em um momento muito especial, Olivinha foi homenageado como um personagem histórico do NBB. Sua contribuição, ao longo desses 16 anos, engrandeceu o basquete, conquistou os maiores prêmios em quadra, se tornou ídolo de todas as torcidas e ganhou o respeito de todos que participaram de sua carreira, dentro e fora das quadras.

Tricampeão, o Sesi Franca recebeu o prêmio de melhor ataque, com média 85,74 pontos por partida. Logo depois, o Club Athletico Paulistano ganhou o troféu pelo desempenho defensivo, com 70,71 pontos sofridos por jogo. O Sport Club Corinthians Paulista ganhou o prêmio de Fair Play pelo segundo ano consecutivo.



Nas premiações individuais, o prêmio de cestinha, que leva o nome do Mão Santa Oscar Schmidt, ficou com Isaac Thornton, do Botafogo. O norte-americano teve média de 21,69 pontos na temporada e ajudou o Alvinegro a se classificar para os playoffs. Elinho, do Corinthians, recebeu o prêmio por ser o líder de assistências, com média de 9,08 por partida. Tricampeão com o Sesi Franca, Lucas Dias fez uma excelente temporada e ganhou o troféu de eficiência, com 19,34.



O maior reboteiro foi Alexandre Paranhos, que teve média de 7,38 rebotes ao longo da temporada, pelo Minas Tênis Clube. O prêmio foi entregue por Olivinha, que agora vai dar nome ao prêmio após se aposentar do basquete. "É uma honra gigantesca para mim. É um homenagem muito bacana. Fico muito feliz. E ainda mais por ver o Paranhos ganhando esse prêmio, eu vi ele começar no Flamengo", afirmou o Deus da Raça, ao lado do vencedor. "É uma honra muito grande colocar esse troféu na minha estante com o nome do Olivinha", disse Paranhos.

Com ótima campanha, o R10 Score Vasco da Gama faturou dois prêmios individuais. Rafael Paulichi foi eleito o jogador que mais evoluiu de uma temporada para outra. "É fruto de um trabalho coletivo, mas também individual. Estava trabalhando muito para evoluir antes mesmo de ir para o Vasco. Fiquei muito feliz por ter conquistado esse prêmio", disse. Matheus Eugeniusz levou o prêmio de melhor sexto homem. "Esse prêmio é muito valorizado porque provamos que o basquete não são apenas os cinco titulares. Você precisa estar sempre preparado para qualquer momento do jogo", afirmou.

O troféu de destaque jovem ficou com Márcio, pivô do Sesi Franca. Após levar o troféu de cestinha, Isaac Thornton foi eleito também o melhor estrangeiro. Já Dontrell Brite, do Bauru Basket, foi escolhido o melhor defensor da temporada.


Lucas Dias conquistou o troféu mais cobiçado da noite: o MVP da temporada. "Um jogador não atinge esse nível por acaso, não é à toa e é multifatorial. Ele tem alma de vencedor, quer ganhar sempre. Ele respeita muito a família e ele é um profissional de primeiro nível. Não perde nenhum treino, não perde jogo e, mesmo com dor, ele quer ficar em quadra. Ele é muito merecedor", afirmou Lula Ferreira, supervisor do Sesi Franca e que recebeu o troféu no palco pelo jogador.



O quinteto ideal do NBB em 2023/24 foi formado por: Elinho (Corinthians) — armador; Gui Deodato (Flamengo) — ala; Isaac Thornton (Botafogo) — ala; Gabriel Jaú (Flamengo) — pivô; e Lucas Dias (Sesi Franca Basquete) — pivô.

Paulo Jaú, treinador do Bauru Basket, ganhou o prêmio Ary Vidal como melhor técnico da temporada na disputa com Léo Costa, do Minas Tênis Clube, e Léo Figueiró, do R10 Vasco da Gama. "Ele fez um trabalho sensacional. Tirou uma equipe desacreditada no Paulista, implantou sua filosofia e merece muito esse prêmio", elogiou Alex Garcia.



Entre os melhores árbitros da temporada, Thiago Luiz Victorino foi eleito o árbitro revelação. "Estou sem palavras. Só eu, minha esposa e minhas filhas sabem. Se não fosse por elas eu não estaria aqui. Tudo o que faço é por elas. A gente tem de deixar a família em casa para ir apitar, buscando fazer o melhor trabalho. Não é fácil ser árbitro. Estou muito feliz com esse prêmio. Tudo que fiz foi para chegar neste momento."

Andreia Regina Silva foi eleita a melhor árbitra e também fez parte do trio ideal de arbitragem com Cristiano Maranho e Fabiano Huber. "Estou extremante emocionada. Não esperava. O NBB CAIXA tem um nível de arbitragem muito grande. O sentimento é de dever cumprido e já estou preparada para a próxima temporada", afirmou.

O Minas Tênis Clube e o Flamengo foram homenageados pela terceira e segunda colocação, respectivamente. A equipe mineira parou nas semifinais diante do Sesi Franca, enquanto o Rubro-negro foi derrotado na final.

Por fim, foi o momento de homenagear o grande tricampeão. O Sesi Franca recebeu de maneira definitiva, das mãos do presidente da LNB, Rodrigo Franco Montoro, o troféu da temporada 2023/24. A equipe fez excelente campanha na temporada regular, com 31 vitórias e cinco derrotas, e depois foi superando os adversários até chegar à final e derrotar o Flamengo.

Conteúdo Patrocinado