Futebol/Copa Libertadores

Defensor derrota o Monagas e segue vivo no grupo do Grêmio

São Paulo , SP
17/04/2018 21:10:44 — 17/04/2018 21:23:53

Em: Futebol, Libertadores, Notícias

Sem conhecer uma vitória nas duas rodadas iniciais da fase de grupos da Copa Libertadores, Monagas-VEN e Defensor-URU jogaram partida suma importância para seguirem vivos. Atuando em casa, no Estádio Luis Franzini, a equipe uruguaia conseguiu vencer por 3 a 1, chegou aos quatro pontos no grupo A, que tem o Grêmio como um de seus integrantes, e conseguiu seu primeiro resultado positivo na competição. Já os venezuelanos seguem sem pontuar.

Após um primeiro tempo pouco inspirado de ambas as equipes, a etapa completar ganhou em emoção. Em um período de 13 minutos, o Defensor saiu na frente e o Monagas esboçou uma reação ao empatar, mas os mandantes não se desesperaram, fizeram mais dois gols e fecharam a vitória em 3 a 1. Carlos Benavídez, duas vezes, e Matías Cabrera marcaram para a equipe uruguaia, já Juan Vogliotti fez para os visitantes.

Na rodada seguinte, as equipes voltam a se enfrentar. O duelo está marcado para a próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Estádio Monumental de Maturín, casa dos venezuelanos.

Defensor e Monagas fizeram partida agitada (Foto: Miguel Rojo/AFP)

Primeiro tempo

O Monagas entrou mais ligado na partida e logo aos dois minutos chegou com perigo. Rubén Rojas avançou pela ponta direita e cruzou para Cádiz, que, sozinho na frente do goleiro, cabeceou à esquerda da meta.

O troco do Defensor não demorou para acontecer. Facundo Castro fez boa jogada e cruzou para Cardacio finalizar e obrigar o goleiro Baroja a fazer boa defesa.

Os mandantes, donos da posse de bola, ditavam o ritmo da partida, mas só conseguiram criar uma boa oportunidade aos 30 minutos, quando Mathías Suárez limpou vários marcadores em sequência e arrematou raspando a trave.

Os visitantes, por sua vez, tinham como principal estratégia os contra-ataques. O plano se concretizou em uma boa jogada apenas aos 32 minutos. O goleiro Guillermo Reyes saiu do gol para interceptar bola enfiada, que acabou sobrando para Carlos Suarez finalizar rasteiro, no entanto, o meio-campista da equipe venezuelana não contava com a presença de Ernesto Goñi, que conseguiu evitar o tento.

O Monagas cresceu de produção nos instantes finais e sufocou o Defensor. Aos 38 minutos, Rojas fez linda jogada individual e tocou para Cádiz, o atacante tentou encobrir Reyes, mas o goleiro foi bem e conseguiu fechar o ângulo, espalmando a bola.

Segundo tempo

Precisando da vitória para seguir sonhando em avançar para a fase mata-mata da Copa Libertadores, o Defensor voltou do intervalo adiantando sua linha defensiva e tentando estabelecer uma pressão. O Monagas se aproveitou disso e teve a grande chance do jogo, até o momento.

Em contra-ataque, Rojas lançou Luis González, que driblou o goleiro e com o gol escancarado à sua frente conseguiu a proeza de finalizar na rede pelo lado de fora.

Como diz a máxima do futebol, “quem não faz, toma”, os uruguaios abriram o placar no lance seguinte. Após jogada trabalhada, Suárez recebeu na ponta direita e levantou milimetricamente para Carlos Benavídez, que cabeceou sem chances para o goleiro.

A resposta do Monagas não demorou. Oscar González cruzou na área, a zaga não conseguiu cortar e a bola ficou para Juan Vogliotti, que havia acabado de entrar, dominar, bater e empatar o marcador, fazendo o primeiro gol da equipe venezuelana na história da competição. Porém, a alegria não durou muito, pois o Defensor tomou a dianteira do placar novamente no minuto seguinte.

Facundo Castro fez boa jogada pela extremidade direita do campo e cruzou na cabeça de Carlos Benevídez, que marcou seu segundo gol na partida. Aproveitando o bom momento, o Defensor seguiu no ataque e conseguiu um pênalti. Cabrera chutou no meio do gol, a bola desvia no joelho do goleiro Baroja e morreu no fundo das redes.

Os mandantes ainda tiveram outro pênalti nos minutos finais, mas Emiliano Gomez desperdiçou. Com isso, placar encerrado em 3 a 1 para o Defensor.