Copa do Mundo

Shaqiri revela idolatria por Ronaldo: "Meu sonho era sua camisa"

São Paulo, SP

23-06-2018 09:15:08

Na última sexta-feira, Xherdan Shaqiri não só manteve viva as esperanças da Suíça na Copa do Mundo, como deixou a seleção europeia em plenas condições de confirmar na última rodada da fase de grupos a classificação para as oitavas de final. Decisivo com o gol que deu a vitória contra a Sérvia por 2 a 1, o atacante revelou ter a inspiração em um atacante brasileiro: Ronaldo 'Fenômeno'.

Em entrevista ao site The Players Tribune, o atacante do Stoke City dissecou sua vida, suas experiências no futebol e toda sua carreira. Em dado momento, quando abordava sobre Mundiais e ídolos, o jogador nascido em Kosovo e naturalizado suíço revelou a idolatria por Ronaldo e contou um fato curioso sobre sua torcida pela Seleção Brasileira.

"Ronaldo foi meu ídolo. O Ronaldo original, camisa nove. A maneira com a qual jogava era mágica para mim", disse o camisa 23 da Suíça. "Durante a final da Copa do Mundo de 98, quando ele se machucou e o Brasil perdeu para a França, eu estava chorando e chorando porque estava muito triste por ele", ressaltou.

"Meu sétimo aniversário era três meses depois da Copa do Mundo da França, e eu ficava falando para minha mãe todos os dias que tudo o que eu queria, que eu mais sonhava, era a camiseta amarela do Ronaldo. Um dia minha mãe me deu uma caixa. Eu abri e era a camisa amarela do Ronaldo. Só que daquelas que você compra no mercado. Eu acho que nem tinha um distintivo, mas isso não importava para mim. Foi como o dia mais feliz da minha vida", contou Shaqiri.

Além do aspecto futebolístico, Ronaldo teve sua carreira marcada, em 2002, pelo corte de cabelo "cascão" que ficou mundialmente reconhecido. O atacante da Suíça, aliás, revelou que foi um dos garotos da época a repetir o estilo, apesar das brincadeiras e da estranheza que causou nos pais e nos colegas da escola.

"Lembro-me que, quatro anos depois, quando Ronaldo apareceu na Copa do Mundo de 2002 com aquele corte triangular, fui ao cabeleireiro e disse para ele me fazer aquele corte. Mas eu tinha cabelo loiro encaracolado na época, então era uma loucura. Eu apareci na escola e todas as crianças estavam olhando para mim de forma estranha, como quem não entendesse o que diabos eu tinha feito. Eu não me importei. Eu estava apenas sendo eu", comentou Shaqiri.

Deixe seu comentário