Bola aérea volta a ser letal e leva Inglaterra às semis da Copa

São Paulo, SP

07-07-2018 13:50:07

Mesmo sem apresentar um futebol de encher os olhos, a Inglaterra garantiu vaga nas semifinais da Copa do Mundo da Rússia. Neste sábado, o time da Rainha venceu a Suécia por 2 a 0, em confronto válido pelas quartas de final, com mais dois gols originados por jogadas de bola aérea. O recurso, por sinal, é a grande arma dos britânicos no torneio, já que dos 11 gols feitos até o momento, seis aconteceram após a bola ser alçada na área adversária, sendo outros três de pênalti e apenas dois com a bola rolando.

Contra os suecos, o primeiro foi aos 30 minutos do primeiro tempo. Pela esquerda, Ashley Young bateu escanteio com a perna esquerda e levantou a bola na marca do pênalti. O zagueiro Maguire, com 1,94m de altura, ganhou de Forsberg pelo alto e colocou a cabeça na bola, que morreu no canto direito do goleiro Olsen, que nada pôde fazer.

O segundo gol, que deu números finais à partida, foi aos 13 da etapa final. Henderson recebeu pela direita e, próximo ao bico da área, levantou de primeira. Livre na segunda trave, o meia Dele Ali testou para dentro e correu para o abraço.


A bola aérea é tão eficiente para os ingleses que, das 12 finalizações arriscadas, apenas duas foram em direção à meta de Olsen. As duas entraram. E das 10 outras, seis foram bloqueadas pela defesa da Suécia e quatro foram para fora.

O sistema defensivo do English Team também chama atenção, dadas as 46 recuperações de bola feitas pela equipe (10 a mais que os suecos) ao longo dos 90 minutos, mesmo com quase 60% da posse ao apito final. Em termos de toque de bola, por sinal, o time não apresentou um bom aproveitamento, acertando 'apenas' 418 dos 526 passes trocados no jogo. O percentual de acerto, portanto, foi de 79%.

Na semifinal, a Inglaterra enfrentará o vencedor do confronto entre Croácia e Rússia, o último válido pelas quartas. A partida será disputada a partir das 15h da próxima quarta-feira, no Estádio Luzhniki, na capital Moscou. Quem perder dará adeus à Copa do Mundo da Rússia, enquanto que, quem ganhar, enfrentará quem passar de França x Bélgica na grande decisão do torneio.

 

Deixe seu comentário