Futebol/Brasileiro Série D

Manaus pega Jacuipense de olho na decisão da Série D do Brasileirão

Gazeta Press - Rio de Janeiro , RJ
02/08/2019 20:00:29

Em: Brasileiro Série D, Futebol, Ituano, Notícias
Manaus e Jacuipense empataram no primeiro jogo das semifinais (Foto: Reprodução/Facebook)

Manaus e Jacuipense vão se enfrentar neste sábado, às 18h, na Arena Amazônia, no jogo de volta das semifinais do Campeonato Brasileiro da Série D. Na partida de ida, os dois times empataram por 1 a 1, em Jacuípe, e o vencedor do novo duelo garantirá a vaga para a final da competição contra o vencedor de Brusque x Ituano. Um novo empate, por qualquer placar, levará a decisão para a disputa de pênaltis. As duas equipes já estão classificadas para disputar a série C em 2020.

O paranaense Paulo Roberto Alves Junior será o árbitro da partida. Ele se envolveu recentemente em polêmica ao trabalhar como árbitro de vídeo no jogo entre Grêmio e Vasco, pela Série A. O árbitro anulou um gol do Vasco, considerado legal, o que gerou muita reclamação por parte da equipe de São Januário, que chegou a pedir a anulação da partida.

No Manaus, Welington Fajardo está preocupado com o desgaste do elenco, que também estava disputando a Copa Verde. Nesta quarta-feira, o time derrotou a equipe do Sobradinho, mas o time do DF ficou com a vaga no saldo de gols. Para a partida diante do Jacuipense, Fajardo não vai poder contar com o volante Panda e o atacante Mateus Oliveira. Ambos vão cumprir suspensão por terem sido advertidos com o terceiro cartão amarelo. Em compensação, o zagueiro Patrick Borges e volante e capitão Derlan retornam ao time.

O Jacuipense passou a semana treinando no estádio de Pituaçu, em Salvador, como preparação para o duelo em Manaus. O técnico Jonilson Veloso tem alguns desfalques para armar a equipe que atuará na capital do Amazonas. O meia Vítor cumpre suspensão por ter recebido o terceiro cartão amarelo, enquanto o volante Daniel Alves foi julgado pelo STJD e punido com quatro partidas. Já o lateral Paulinho Souza sentiu um incômodo na panturrilha e virou dúvida.

Brusque tem missão difícil contra Ituano

Ituano tem boa vantagem para a segunda partida contra o Brusque (Foto: Miguel Schincariol/Ituano)

No domingo, na outra semifinal, Brusque e Ituano se enfrentam neste domingo, às 16h, no estádio Augusto Bauer, em Brusque. No jogo de ida, o Ituano venceu por 2 a 0. Para garantir a vaga, o quadricolor de Santa Catarina precisa derrotar o time paulista por três gols de diferença. O Ituano pode perder até por um gol de diferença para se garantir na decisão e a vitória do Brusque por dois gols de diferença vai levar a decisão para a disputa de pênaltis.

O Brusque confia no retrospecto para seguir sonhando com a vaga. O time catarinense venceu todos os seis jogos que disputou em casa pelo campeonato da Série D, marcando 19 gols e sofrendo apenas três. Nas conversas com o grupo, durante a semana, o técnico Vaguinho Dias tem tentado mostrar a força da equipe nos jogos em que teve o mando de campo. O treinador acredita que a torcida do Brusque vai lotar o estádio para empurrar o time, como tem feito nas decisões anteriores.

No Ituano, o técnico Vinicius Bergantim afirmou que a vantagem de dois gols alcançada no jogo de ida não é suficiente para que a equipe paulista já se considere classificada para a fase final do torneio. Para Bergantim, o Ituano tem que manter a concentração durante os 90 minutos para sair de Santa Catarina com a vaga.

O Ituano terá um desfalque importante para a decisão. O atacante Gui Mendes, um dos artilheiros da Série D, com oito gols, sofreu uma entorse no joelho direito durante o treinamento e vai ficar um mês fora das atividades. Angelotti será o substituto.