Sandro Ricci envia carta de retificação do Fla-Flu, mas não cita interferência

São Paulo, SP

18-10-2016 09:48:35

A CBF divulgou nesta segunda-feira uma carta escrita por Sandro Meira Ricci, árbitro do polêmico clássico disputado por Fluminense e Flamengo na última quinta-feira, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, na qual ele faz uma retificação e um adendo à súmula do jogo.

De acordo com o documento enviado pelo árbitro, a partida teria ficado paralisada por 12 minutos, e não 10, conforme relatado no dia do evento. Ademais, Ricci informou que os jogadores reservas de ambas as equipes, assim como as comissões técnicas, invadiram o campo para questionar sua decisão, mas não citou a possível interferência do inspetor de arbitragem, Sergio Santos.

Na primeira versão da súmula, havia somente uma menção ao incidente: “o jogo foi paralisado aos 40 minutos do segundo tempo pelos atletas de ambas equipes terem protestado por decisão da arbitragem em um lance de impedimento”, escreveu o juiz.

Toda a polêmica surgiu após a anulação do gol de Henrique, do Fluminense, que daria o empate aos tricolores. A decisão do árbitro, que voltou atrás depois de ter considerado o lance, teria sofrido interferência externa.

Insatisfeita e indignada com o ocorrido, a diretoria do Fluminense entrou com um pedido de anulação da partida junto ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). Na noite desta segunda-feira, o presidente da entidade, Ronaldo Piacente, aceitou abrir o processo e informou à CBF para que o resultado do Fla-Flu não seja homologado. De acordo com o presidente, pela lei, o STJD tem até 70 dias para realizar o julgamento, mas, para não prejudicar o andamento da competição, o mesmo deverá ser feito até o início do mês de novembro.

Veja a carta enviada pelo árbitro Sandro Meira Ricci ao Coronel Marinho, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF:

Caro presidente,

Venho, por meio desta, realizar adendo e corrigir uma informação constante na Súmula da partida entre Fluminense e Flamengo, realizada em 13 de outubro de 2016, na cidade Volta Redonda-RJ, válida pelo Campeonato Brasileiro da Série A.

Errata: Informo que o jogo ficou paralisado por 12 minutos e não por 10 como informado anteriormente na Súmula.

Adendo: Informo que durante o tempo em que o jogo ficou paralisado, vários jogadores suplentes e membros da comissão técnica de ambas as equipes adentraram o campo de jogo, sob forte emoção, para pedir que a decisão da arbitragem fosse favorável às suas respectivas equipes. Diante da importante decisão de anular ou não um gol e da necessidade de esperasse que o ânimo de todos se acalmasse para que a arbitragem pudesse comunicar sua decisão com tranquilidade, considero que as reações foram aceitáveis para a situação, motivo pelo qual não houve necessidade de ações disciplinares.

Solicito os bons préstimos de Vossa Senhoria no sentido de adotar as providências cabíveis para o caso em tela.

Respeitosamente
Sandro Ricci

Deixe seu comentário