São Paulo anuncia Dorival Júnior como substituto de Rogério Ceni

São Paulo, SP

05-07-2017 17:40:35

Dois dias após a saída de Rogério Ceni do cargo de treinador, o São Paulo anunciou, nesta quarta-feira, por meio do presidente Leco, o seu novo comandante. Dorival Júnior, que ficou pouco mais de um mês desempregado, irá assumir o Tricolor. O ex-treinador santista havia se reunido nesta semana, em Florianópolis, onde tem residência, com o diretor executivo de futebol tricolor Vinícius Pinotti. No encontro a proposta do clube do Morumbi foi apresentada, e Dorival precisou de poucas horas para aceitá-la.

Embora tenha sido anunciado como novo treinador da equipe, Dorival Jr só deve começar a trabalhar na próxima semana por conta de um problema familiar. Para o clássico contra o Santos, no próximo domingo, Pintado assumirá o comando do Tricolor com o auxílio do técnico do time sub-20 André Jardine.

A equipe do Morumbi é o terceiro grande paulista que Dorival Júnior irá treinar. O ex-jogador de 55 anos comandou o alvinegro praiano, sua última equipe, em duas oportunidades e o Palmeiras em 2014, quando o alviverde quase foi rebaixado pela terceira vez.

O veterano técnico foi demitido do clube da baixada santista após derrota para o Corinthians por 2 a 0, em Itaquera. No momento, o time do litoral de São Paulo não vinha jogando o mesmo futebol dos últimos dois anos, tendo um rendimento abaixo do normal, inclusive quando atuava na Vila Belmiro. Neste ano, o Peixe não disputou a final do Campeonato Paulista pela primeira vez em oito anos.

Além de Palmeiras e Santos, o comandante natural de Araraquara também teve passagens por times de expressão no cenário nacional, como Cruzeiro, Flamengo, Internacional, Fluminense, Vasco, Atlético-MG e Sport.

Em 16 anos como técnico de futebol, Dorival Júnior tem como conquista mais expressiva a Copa do Brasil de 2010 com o Santos de Neymar e Paulo Henrique Ganso. Além disso, ele já conquistou seis campeonatos estaduais, uma Série B e uma Recopa Sul-Americana. No ano passado, ele foi vice-campeão brasileiro e, no retrasado, vice-campeão da Copa do Brasil com o Peixe.


Quando jogador, o ex-volante – que era conhecido somente como Júnior – defendeu o alviverde paulista, o Grêmio, o Coritiba, o Guarani, entre outros. Um dos momentos mais difíceis da sua carreira foi quando ele quebrou a perna em uma dividida com Raí em um Choque Rei.

Como foi eliminado na Copa do Brasil e no Copa Sul-Americana, o São Paulo, que vive reformulação no elenco, tem foco total no Campeonato Brasileiro, torneio em que está na 17º colocação, a primeira dentro da zona de rebaixado, com 11 pontos.

Deixe seu comentário