Campeonato Baiano

×
| // - :

Campeonato Baiano

Gilberto marca de pênalti, Anderson brilha e Bahia é bicampeão baiano

São Paulo , SP
21/04/2019 17:58:40 — 21/04/2019 19:34:47

Em: Bahia, Campeonato Baiano, Futebol

Como diz a torcida: “Abre passagem, o terror chegou. O Gilberto é matador”. E realmente, o camisa 9 é decisivo. Graças ao gol de pênalti do artilheiro, e brilho do goleiro Anderson, o Bahia se consagrou bicampeão baiano na tarde deste domingo, na Arena Fonte Nova. O Esquadrão de Aço derrotou o Bahia de Feira por 1 a 0, e chegou ao 48º título estadual de sua história. Como no jogo de ida, houve empate em 1 a 1, o Tricolor ergueu a taça da competição.

Anderson, também foi fundamental. O arqueiro, que por vezes foi tão questionado pelo torcedor, teve um dia de estrela na Fonte Nova. Isso porque quando o placar apontava 1 a 0 a favor do Tricolor, o goleiro defendeu um pênalti cobrado por Vitinho, e foi fundamental para a conquista.

Durante os 90 minutos, o time comandado por Roger Machado foi bem superior ao seu adversário. No entanto, cansou de perder oportunidades, deixando a equipe de Feira de Santana viva o tempo todo do confronto. Outro destaque da partida foi o VAR. Graças ao auxílio da tecnologia, Luiz Flavio de Oliveira assinalou dois pênaltis, um para cada time.

Com o título do Campeonato Baiano, o Bahia volta suas atenções na Copa do Brasil. Nesta quinta-feira, a equipe vai pegar o Londrina, fora de casa, defendendo a enorme vantagem de 4 a 0, imposta no primeiro jogo entre os times.

Bahia pressiona, mas perde chances e fica no zero

Pressionando desde os primeiros minutos de partida, o Bahia quase abriu o placar aos oito minutos. Artur Caíke cobrou falta direto para o gol e acertou o travessão do goleiro Jair. Sofrendo com a intensidade do adversário, o Bahia de Feira pouco aparecia no campo de ataque.

Dez minutos depois, em boa jogada, Artur Caíke recebeu lançamento preciso de Lucas Fonseca. O atacante levantou a cabeça e cruzou para a grande área. Nino Paraíba chegou batendo, mas mandou por cima da meta.

Em outra boa jogada do Esquadrão, Elton avançou pelo lado direito, Gilberto dividiu com Paulo Paraíba, e a bola sobrou limpa  para Artur Caíke, mas o jogador finalizou mal a jogada. Apesar disso, nos primeiros 20 minutos, o Tricolor era muito superior.

Na sequência, Moisés pegou sobra após cobrança de escanteio e levantou na área. Livre de marcação, Elton pegou livre dentro da área. Contudo, pecou na finalização. Até que finalmente, o time de Feira de Santa chegou. Deon deu belo tapa de calcanhar para Jarbas, que cruzou buscando Alex Cazumba. O lateral chegou bem, bateu forte, mas foi bloqueado.

Aos poucos, o Tremendão foi segurando a pressão do rival, e assustou mais uma vez. Jarbas mandou um chutaço de fora da área, mas Anderson espalmou para escanteio. Na sequência, Nino Paraíba entortou Paulo Paraíba e cruzou rasteiro para Gilberto. Completamente livre de marcação, o camisa 9 desperdiçou uma chance claríssima. Dessa forma, o primeiro tempo terminou com o empate sem gols.

VAR decide, Gilberto marca de pênalti, Anderson brilha e Esquadrão é campeão

Na volta para o segundo tempo, o Bahia seguiu perdendo chances. Logo no primeiro minuto, Moisés cobrou lateral na área, Ernando desviou para o meio, Alex Cazumba não conseguiu afastar e Gilberto ajeitou para Artur Caíke. Na pequena área, o atacante furou e não conseguiu acertar em cheio o gol.

Até que finalmente, o Esquadrão abriu o placar. Ramires armou o chute e foi travado por Vitor Hugo dentro da área. Depois de quatro minutos e consula ao VAR, Luiz Flávio de Oliveira assinalou o pênalti. Na cobrança, Gilberto mostrou frieza, batendo no campo direito, deslocando Jair e explodindo a Fonte Nova.

O Bahia de Feira, tinha poucas alternativas e não conseguia jogar. Tanto que o único lance perigoso em 20 minutos do segundo tempo veio pela bola parada. Vitinho cobrou falta colocada e tirou tinta da trave direita de Anderson. Antes teve um desvio no braço de Gilberto. Após outra consulta ao VAR, o árbitro deu o pênalti a favor dos visitantes.

Na cobrança, Vitinho bateu no canto direito, mas Anderson defendeu. No rebote, Vitor Hugo parou de novo no goleiro do Esquadrão. No contra-golpe, o Bahia por pouco não marcou o segundo gol. O time de Roger Machado seguia melhor e cansava de perder oportunidades.

Mesmo assim, o Tremendão não estava morto. Aos 32 minutos, em bola parada, Alex Cazumba acertou o travessão. Mais uma vez, o Esquadrão perdeu outra chance clara. Rogério recebeu dentro da área, cortou dois defensores, mas na hora de ganhar um 10 na finalização, bateu mal com a perna esquerda.

Aos 44 minutos, o Bahia de Feira quase empatou. Ebinho ganhou na velocidade de Ernando, que bateu na saída de Anderson, mas por cima do gol. Foi a última oportunidade do confronto, e assim, o Bahia se sagrou bicampeão baiano e explosão da torcida na Fonte Nova.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 1 X 0 BAHIA DE FEIRA

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (Bahia)
Data: 21 de abril de 2019, domingo
Horário: 16h00 (horário de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Paulo de Tarso Bregalda Gussen e José Carlos Oliveira dos Santos, ambos de São Paulo
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
Público: 41.413 pagantes
Renda: R$ 1.052.633,00
Cartões amarelos: Edimar, Edvan e Bruninho (Bahia de Feira); Artur Caíke, Douglas, Xandão, Artur e Gregore (Bahia).
Cartões vermelhos: –
Gols: Gilberto aos oito minutos do segundo tempo

BAHIA: Anderson; Nino Paraíba, Lucas Fonseca (Xandão), Ernando e Moisés; Elton, Douglas e Ramires (Gregore); Artur, Arthur Caíke (Rogério) e Gilberto.
Técnico: Roger Machado

BAHIA DE FEIRA: Jair; Edvan, Vitor Hugo, Paulo Paraíba e Alex Cazumba; Edimar (Ebinho), Jarbas (Menezes), Capone, Bruninho, Vitinho (Dionísio) e Deon.
Técnico: Barbosinha




Escalação
Ainda não há informações
Tec -
- Tec

Posse de bola

68%
32%
Corinthians
Santos
999
Corinthians

Passe

999
Santos
999
Corinthians

Finalização

999
Santos
999
Corinthians

Cruzamento

999
Santos
999
Corinthians

Desarme

999
Santos

Faltas

24
COR
×
15
SAN

Impedimentos

24
COR
×
15
SAN

Cartões amarelos

24
COR
×
15
SAN

Cartões vermelhos

24
COR
×
15
SAN

Estatísticas de jogadores

Corinthians

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner

Santos

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
Estatísticas de jogadores