Futebol/Campeonato Brasileiro

Vasco vence a Chapecoense na Arena Condá e respira no Brasileirão

Gazeta Press - Rio de Janeiro , RJ
14/09/2019 21:09:04

Em: Chapecoense, Futebol, Notícias, Vasco

O Vasco foi a Chapecó na noite deste sábado e conquistou uma importante vitória diante de um adversário direto na luta contra o rebaixamento, no Campeonato Brasileiro. Com gols de Ribamar e Talles Magno, o Cruz-maltino se reabilitou das duas derrotas seguidas para Bahia e Cruzeiro, e saiu de campo com o placar de 2 a 1 a seu favor. Arthur Gomes descontou para a Chapecoense.

O resultado deixa o Vasco mais longe da zona do rebaixamento. Com 23 pontos, a equipe carioca sobe três posições e dorme, provisoriamente, na 12ª colocação. Já a Chapecoense está garantida na vice-lanterna, com 14 pontos, no final do primeiro turno.

Na próxima rodada, coincidentemente, Vasco e Chapecoense terão pela frente os finalistas da Copa do Brasil, que entram em campo nesta quarta-feira. Na manhã de domingo, a Chape visita o Inter em Porto Alegre. Já às 16 horas, o Vasco recebe o Athletico Paranaense, em São Januário.

O Vasco se recuperou de duas derrotas seguidas (Foto: Márcio Cunha/ACF)

O Jogo

O Vasco surpreendeu no início do jogo com uma postura agressiva e o controle da posse de bola. A equipe de Vanderlei Luxemburgo quase abriu o placar aos 11, em bela jogada em velocidade pela direita. Talles Magno é acionado na ponta e toca para trás para Cáceres. O lateral enfia no meio da área para Ribamar, que tenta o desvio para o gol, mas o goleiro Tiepo salvou no reflexo.

Apesar do domínio, o ataque vascaíno não conseguia se aproximar do gol da Chape e, aos poucos, a equipe catarinense foi crescendo na partida. No terço final da primeira etapa, a Chape até teve mais presença ofensiva que o Cruz-maltino, mas pecava nas finalizações e facilitava para Fernando Miguel.

Aos 45, em boa escapada pela direita, Augusto entrou na área e tentou o chute meio sem ângulo, mas o goleiro vascaíno estava bem posicionado e mandou para escanteio.

No último lance do primeiro tempo, porém, o Vasco abriu o placar. Contra-ataque rápido pela direita, Cáceres enfia bola longa para Ribamar, que entra na área e dá uma cavadinha encobrindo Tiepo. O assistente assinalou o impedimento no lance, mas o VAR foi acionado e confirmou o gol.

O segundo tempo na Arena Condá foi diferente. A Chape foi para cima em busca do empate e passou a pressionar o Vasco em seu campo de defesa. Em vantagem no placar, a equipe carioca recuou, diminuiu a intensidade e buscou os contra-ataques para surpreender mais uma vez os anfitriões.

O jogo transcorreu sem grandes emoções até os 27 minutos, quando o Vasco chegou perto do segundo. Após tabelar com Talles Magno, o volante Richard mandou pela linha de fundo com perigo. Na sequência, Vini Locatelli recebeu livre na direita e cruzou na área. Arthur Gomes subiu sozinho na altura da marca do pênalti e cabeceou para a rede: 1 a 1.

Com os jogadores da Chape ainda comemorando, Talles Magno fez grande jogada pelo meio, driblou o marcador e chutou no canto para colocar o Vasco novamente em vantagem.

A Chapecoense continuou em cima em busca do empate e deixou a retaguarda aberta. Aos 37, Vini Locatelli girou na área e finalizou, mas parou na boa defesa de Fernando Miguel.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 1 X 2 VASCO

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 14 de Setembro de 2019 (Sábado)
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Cartões Amarelos: Elicarlos, Rafael Pereira (Chape); Leandro Castan, Raúl Cáceres, Rossi, Clayton, Henrique (Vasco)

Gols:
VASCO: Ribamar, aos 46 min do 1º tempo; Talles Magno, aos 29min do 2º tempo
CHAPECOENSE: Arthur Gomes, aos 27min do 2º tempo

CHAPECOENSE: Tiepo, Eduardo, Rafael Pereira, Maurício Ramos e Bruno Pacheco; Amaral, Elicarlos (Vini Locatelli), Campanharo e Augusto (Régis); Aylon (Arthur Gomes) e Everaldo
Técnico: Emerson Cris

VASCO: Fernando Miguel, Raul Cáceres, Oswaldo Henríquez, Leandro Castán e Danilo Barcelos (Henrique); Richard, Raul e Marcos Junior; Rossi (Clayton), Ribamar (Marrony) e Talles Magno
Técnico: Vanderlei Luxemburgo