Rossi cobra mudança na Yamaha para aumentar competitividade

São Paulo, SP

21-08-2018 14:12:24

Apesar da vice-liderança no ranking geral do MotoGP, Valentino Rossi teme o final da temporada com a sua equipe, que não vence uma prova do circuito há 21 provas. A Yamaha sofre com problemas eletrônicos e o piloto acredita que é o momento da construtora se reinventar para conseguir vencer novamente.

“Podemos ter um final de temporada de muita frustração se não formos capazes de melhorar. Para mim, é importante saber até que ponto a Yamaha quer vencer novamente. Penso que, se a Yamaha colocar todo o seu potencial, poderá inverter esta situação", disse Rossi.

Com 142 pontos, Rossi vê o líder Marc Márquez com larga vantagem, enquanto o terceiro, Jorge Lorenzo está cada vez mais próximo. “Eu estou em segundo no campeonato e é uma boa posição, mas o problema é que eu não sou rápido o suficiente, por isso vai ser difícil me manter ali".

Aos 39 anos, o multicampeão tem contrato com a Yamaha até o final de 2020 e ainda não definiu o rumo que terá sua carreira ao fim do acordo. "Em dois anos eu vou decidir se eu paro de correr, porque agora eu não sei. O problema é que sou mais velho, ou seja, em algum momento vou ter que parar. Correr é a minha vida, por isso, quando sair do motociclismo, quero correr em carros, mas de uma forma mais descontraída. E talvez nós também expandamos a estrutura que temos na Moto3 e na Moto2 e a levemos para a MotoGP", disse Rossi.

Deixe seu comentário