Rodrygo diz que salvar cofres do Santos foi “um dos maiores títulos”

Lucas Musetti Perazolli - Santos , SP
12/06/2019 15:22:26

Em: Escolha do editor, Futebol, Notícias, Santos
Rodrygo se despede do Santos em entrevista coletiva (Foto: Reprodução/Santos TV)

Rodrygo não conquistou títulos pelo Santos antes de vestir a camisa do Real Madrid. O atacante, porém, vê o dinheiro investido pelo clube espanhol como um troféu.

O Real Madrid pagou 40 milhões de euros (R$ 175 mi) ao Peixe para contratá-lo em 2018. O dinheiro valeu por dois anos de previsão de negociações no balanço do clube.

“Eu dei meu máximo em tudo. Se eu não pude conquistar, não sairei frustrado. Em um dos momentos mais difíceis da história, pude ajudar. Temos que ser honestos aqui. Sem querer me gabar, foi um dos maiores títulos que eu pude dar”, disse Rodrygo, em entrevista coletiva de despedida.

“A negociação foi emblemática, transparente, ajudou muito o clube. Clube deve muito a ele. Clube tem que vender, está no orçamento, quando não se vende há dificuldade. Rodrygo valeu por dois anos, por 2018 e esse ano”, afirmou o presidente.

Rodrygo foi impedido pela CBF de atuar durante a Data FIFA. Ele não quis se apresentar à seleção olímpica para o Torneio de Toulon, na França, mas mesmo assim não foi desconvocado.

A última partida de Rodrygo ocorreu no dia 26 de maio, contra o Internacional, na Vila Belmiro. O camisa 11 não atuou diante de Ceará, Atlético-MG (Copa do Brasil) e Campeonato Brasileiro e ficará contra o Corinthians, no clássico desta noite.

Rodrygo ainda não tem apresentação marcada em Madri. Ele terá folga antes de iniciar os treinamentos no clube espanhol, em julho.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com