Patrocinador da Euro perde bilhões após Cristiano Ronaldo dispensar produto

São Paulo, SP

15-06-2021 23:55:32

Nesta terça-feira, Cristiano Ronaldo provou mais uma vez seu poder de influência. Além balançar a rede duas vezes na estreia de Portugal na Eurocopa e bater recordes na competição, o gajo viu as ações da Coca-Cola caírem um dia após recusar o refrigerante na coletiva de imprensa.

Líder da seleção, Cristiano Ronaldo foi escolhido para a coletiva pré-jogo e, antes do início, retirou as garrafas de Coca-Cola da mesa e recomendou aos espectadores que bebam água.

Conforme divulgado pelo jornal Marca, da Espanha, as ações da marca de refrigerante despencaram após o fato. No momento de abertura da bolsa de valores, as ações valiam cerca de 56,10 dólares. Meia hora após a coletiva, houve uma queda para 55,22 dólares.

A queda representa 1,6% de todo o valor da companhia, passando de 242 bilhões de dólares para 238 bilhões de dólares - uma perda total de 4 milhões de dólares.

Portugal estreou com vitória diante da Hungria, por 3 a 0, a encerrou a primeira rodada da Euro na liderança do grupo F. Além disso, Cristiano balançou a rede duas vezes e assumiu a artilharia de todos os tempos da competição, com 11 gols.


Deixe seu comentário