Orgulhoso e premiado: Victor se salva e leva taça para casa

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte,MG

08-12-2016 01:25:29

Foto: AFP PHOTO / JEFFERSON BERNARDES
Victor (dir) não conseguiu parar o ataque do Grêmio - Foto: AFP PHOTO / JEFFERSON BERNARDES

O momento é de críticas. O resultado do ano não era o esperado, por causa do elenco montado pelo Atlético e a falta de conquistas com um grupo recheado de craques. O goleiro Victor, porém, se salvou e deixou o gramado da Arena Grêmio, após o empate por 1 a 1, com uma conquista particular.

Enquanto os jogadores do Grêmio comemoravam a quinta conquista da Copa do Brasil em seu estádio, diante de seu torcedor, o arqueiro preto e branco recebeu a premiação de melhor goleiro da Copa do Brasil 2016. A partida que o Galo, embora tenha deixado o gramado apenas com o empate, insuficiente para conseguir o título, porém, deixou o camisa 1 o Galo contente.

“Eu saio orgulhoso pelo que a equipe apresentou, entrega, luta, organização, empenho, a conquista deles foi pelo primeiro jogo ruim no primeiro tempo, se tivesse feito um jogo melhor a gente poderia ter ganhado o título. O próximo ano promete ser um grande ano, Libertadores, mesmo sem um titulo importante a gente sai forte para 2017 com mais uma Libertadores no currículo do Atlético”, destacou o defensor.

Uma cena que marcou bastante os torcedores atleticanos foi o choro do defensor antes da partida, enquanto eram feitas homenagens ao time da Chapecoense. Victor lamentou a tragédia e diz que entrou em campo tirando forças para respeitar os companheiros que se foram.

“Foi difícil entrar em campo, depois da tragédia a gente fica abalado, é difícil se recompor, por respeito ao torcedor, às vítimas, a gente entrou em campo”, finalizou.

Deixe seu comentário